Lula foi ao Piauí em jato que custou R$ 300 milhões; veja detalhes e fotos da aeronave - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Lula foi ao Piauí em jato que custou R$ 300 milhões; veja detalhes e fotos da aeronave

 

Lula foi ao Piauí em jato que custou R$ 300 milhões; veja detalhes e fotos da aeronave
Compartilhe:

O candidato a presidência da República pelo PT e ex-presidiário, Luis Inácio Lula da Silva, desembarcou no Piauí nessa quarta-feira (3), onde participará de um evento de campanha em Teresina, marcado para às 18h no Cidade Folia, na avenida Zequinha Freire, zona Leste da capital. Um dos destaques da chegada de Lula foi o avião que o trouxe à Teresina.

O ex-detento chegou ao Aeroporto Petrônio Portella junto com sua comitiva em um jato executivo Bombardier Global Express XRS, considerado um dos principais modelos da categoria.

O avião utilizado por Lula tem matrícula PR-VDR e pertence a empresa de táxi aéreo Air Jet Táxi Aéreo Ltda. Um fato curioso é que o avião já pertenceu à empresa de mineração Vale, de onde foi comprado em 2015.

Fabricado em 1999, o Bombardier Global Express XRS é um dos aviões mais espaçosos do ramo de jatos executivos. Seu interior pode ser equipado com uma cama queensize, assentos espaçosos e um sistema de entretenimento exclusivo, com internet via satélite. A Air Jet Táxi Aéreo Ltda diz que pode transportar até 14 passageiros com esse avião.

O Global Express XLS/6000 é uma das aeronaves executivas mais vendidas do mundo, tendo seu valor estimado em US$ 59 milhões, ou quase R$ 280 milhões na cotação atual.

O avião é equipado com dois motores da família Rolls-Royce BR700, os mesmos que também propulsionam aviões como Boeing 717 e Fokker 100, que podem transportar entre 100 a 120 passageiros a bordo. O Global Express tem 30,3 metros de comprimento, e 28,7 metros de envergadura (de uma ponta da asa até outra).

Avião de matrícula PR-VDR pertenceu à mineradora Vale até 2015 (Foto: Ricardo Morais / OitoMeia)

No cockpit há um moderno sistema de aviônicos desenvolvido pela Bombardier, com disponibilidade de HUD para otimizar o trabalho de cada piloto, e um sistema de visão sintética, que aumenta a segurança das operações. Este avião pode realizar procedimentos de aproximação RNAV, RNP (para voos de cruzeiro) e RNP AR, para operar sem auxílio de equipamentos de solo em regiões remotas.

Interior do Bombardier Global Express (Foto: Divulgação / AirJet Táxi Aéreo)
Fonte TBN

Nenhum comentário:

Postar um comentário