Trens turísticos para viajar nas férias - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

terça-feira, 12 de julho de 2022

Trens turísticos para viajar nas férias


No mês das férias escolares, vários destinos ampliaram horários e trazem descontos para quem quer embarcar na história e nas belezas de um Brasil sobre trilhos

Crédito: Pedro Vilela / MTur Destinos

No mês de julho, as locomotivas estão prontas para apresentar rotas recheadas de história e de belíssimas paisagens. Além de ser o momento ideal para curtir uma aventura em família sob os trilhos, o período de férias escolares também atrai pelos descontos nos valores das tarifas e os horários estendido dos passeios. Aproveitar o momento para curtir belos roteiros turísticos embarcando nos trens é se permitir a viver a experiência de viajar no tempo.

No passado, o transporte ferroviário foi o responsável por carregar cargas, pessoas e pela conexão entre regiões. O tempo trouxe carros, caminhões e aviões, mas não deixou de lado a beleza das locomotivas, que seguem a todo vapor cruzando rotas que hoje ajudam a desenvolver o turismo no país. O passeio ferroviário traz ao visitante a oportunidade de conhecer a história da região e de ter contato com a gastronomia e cultura locais. Se o trem no século XIX (dezenove) era símbolo de rapidez, agora é um atrativo para quem busca momentos contemplativos e uma desconexão de ritmos mais acelerados.

Conheça alguns roteiros ferroviários e prepare-se para viajar:

MINAS GERAIS - Conhecer a história de Minas Gerais por meio de uma “maria fumaça” é um dos atrativos que podem ser encontrados para quem vai cruzar as cidades históricas de São João Del Rei a Tiradentes. Com um passeio de 12 quilômetros de extensão, realizado entre 40 e 50 minutos, a locomotiva vai a todo vapor desbravando as belas paisagens montanhosas do interior da vida mineira.

O viajante vai apreciar a Estrada de Ferro Oeste de Minas, inaugurada em 1881 por Dom Pedro II, e perceber, ao longo do percurso, a mistura entre a natureza da atualidade e arquitetura de séculos passados. Além disso, a rota cruza fazendas centenárias, rios e montanhas. O trem comporta até 250 passageiros e os ingressos custam entre R$ 35 e R$ 80.

RIO GRANDE DO SUL - No Vale dos Vinhedos, o viajante vai percorrer 23 quilômetros entre as cidades de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa em um roteiro conhecido delicioso por trazer vinhos, queijos e outros sabores da imigração italiana. No percurso, estão incluídos atrativos artísticos, como música, teatro, dança típica, além de prova de deliciosos vinhos, sucos e espumantes. Além da rota, o visitante também tem a oportunidade de conhecer o Parque Temático Epopeia Italiana, que narra um espetáculo que reflete a história dos imigrantes europeus.

Esse passeio na Maria Fumaça - Trem do Vinho custa a partir de R$ 215, mas o tour não se resume a um roteiro, podendo ser diversificado e escolhido outros atrativos por parte do visitante. Os valores mudam conforme a escolha.

SÃO PAULO - O estado de São Paulo foi presenteado, no final de 2020, com o Trem Republicano, um atrativo que mistura história, lazer e cultura. A rota de 7,6 km leva o visitante a uma viagem que vai de Itu a Salto, gastando 40 minutos no trajeto. Recheado de atrativos históricos, o passeio faz o turista viajar no tempo, chegando na véspera da Convenção de Itu do dia 18 de abril de 1873, evento chave para a Proclamação da República em 1889. As paisagens proporcionam ainda mais beleza para o momento.

O trecho é feito em uma senhora locomotiva, datada de 1952 e movida a diesel. Os três vagões comportam até 132 passageiros, sendo um convencional, um turístico e um pet friendly. O valor custa a partir de R$175 já com alimentação incluída e pode ser feito de quarta à domingo, das 9h às 14h (Itu- Salto) e 11h às 16h (Salto – Itu).

PARANÁ - O trem que vai de Curitiba a Morretes é um dos passeios ferroviários mais famosos do país. Viajando pela Serra do Mar, o turista é presenteado por paisagens que possuem elementos da Mata Atlântica, paredões e estradas de encher os olhos e tirar o fôlego. A rota ainda oferece a experiência de viajar em uma ferrovia criada para exportação de madeira e erva-mate e que traz na história uma estrada de ferro que teve a Princesa Isabel como primeira passageira, em 1884.

O passeio percorre 65 quilômetros e leva aproximadamente quatro horas de duração. A viagem inclui lanche, serviço de bordo e guia local. Na chegada em Morretes ainda é possível saborear um delicioso barreado no fim do percurso, prato típico do local. O valor do ingresso varia de acordo com os atrativos escolhidos e pode ser encontrado por a partir de R$ 149.

Por Nayara Oliveira/Mtur 

Nenhum comentário:

Postar um comentário