Comandante gritando com copiloto na frequência de controle chama atenção durante arremetida - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 13 de julho de 2022

Comandante gritando com copiloto na frequência de controle chama atenção durante arremetida



Imagem meramente ilustrativa – Fonte: Jean-Philippe Boulet / CC BY 3.0, via Wikimedia Commons

Uma captura de áudio da frequência de comunicação do controle de tráfego aéreo tem chamado atenção na internet ao mostrar o momento em que, por engano, o rádio de um avião ficou aberto e permitiu que todos na frequência ouvissem o que estava sendo falado no cockpit durante uma arremetida.

E mais do que isso, a situação tem sido motivo de pesadas críticas em função de como o comandante conduziu o momento.

O player a seguir disponibiliza a gravação. Abaixo dele, entenda o que houve e o porquê das críticas.

Como visto acima, o voo Amerijet 880 chegava ao Aeroporto de Newark, nos Estados Unidos, porém, os pilotos optaram por uma arremetida (“going around”) quando já bem próximo do pouso.

Segundo resposta do piloto após o controlador de tráfego aéreo perguntar, nota-se que o motivo da arremetida foi que o avião não estava estabilizado. Possivelmente a instabilidade se deveu a uma esteira de turbulência de um Boeing 777, conforme havia sido antes informado a eles pelo controlador.

Tudo isso seria apenas mais um procedimento padrão e corriqueiro da aviação, porém, devido ao rádio do avião ter ficado aberto na frequência de tráfego aéreo, revelou a situação que preocupou e gerou muitas críticas.

O comandante é ouvido passando três instruções, mas não de forma tranquila, e sim praticamente aos gritos: “Gear Up! (recolher o trem de pouso), Watch your speed! (olhe a sua velocidade), Bring the power back! (reduza a potência)”.

O principal motivo das críticas é que a aviação tem um foco muito grande em CRM (gerenciamento de recursos de equipe), ou seja, na manutenção de uma boa coordenação e comunicação a bordo. E, definitivamente, gritos não fazem parte de um bom gerenciamento de equipe, nem mesmo em uma empresa em terra, o que dirá a bordo de um voo comercial.

Diversas pessoas, incluindo pilotos, manifestaram-se contrários à atitude, comentando:

– “Isso não fará nada além de piorar a situação. A história provou isso. Ele precisa de uma atualização de CRM”

– “O comandante grita para o piloto que voa para ficar de olho em sua velocidade e potência, mas joga um lembrete para levantar o trem. Ele estava apenas sentado comendo Twinkies e deixando tudo para o pobre coitado que não conseguiu estabilizar sua aproximação?”

– “Deveria comunicar-se respeitosamente ou assumir os controles e discutir os detalhes posteriormente.”

Por mais crítica que possa ser a situação, manter a calma costuma ser muito mais efetivo para a boa comunicação, a solução do problema e a segurança de voo.

Por Murilo Basseto 

Fonte Aeroin

Nenhum comentário:

Postar um comentário