Com 40% de voos atrasados, TAP recorre a aviões de terceiros e medidas contingenciais - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

terça-feira, 12 de julho de 2022

Com 40% de voos atrasados, TAP recorre a aviões de terceiros e medidas contingenciais


Enfrentando uma forte crise de falta de pessoal, que levou 40% dos seus voos a partirem atrasados ou serem cancelados, a portuguesa TAP tem acionado seu plano de contingência. Para tanto, a companhia adotou oito medidas para tentar diminuir o impacto aos passageiros na alta temporada.

As iniciativas emergenciais foram divulgadas internamente na empresa e vistas pelo Jornal de Negócios, elas incluem desde bônus aos funcionários até o aluguel de aeronaves de terceiros.

Como parte das medidas, a empresa Hi Fly, especialista no aluguel de aeronaves com tripulação, foi contratada para realizar voos em nome da TAP para destinos de férias, como Punta Cana, Varsóvia e Viena.

Outras ações incluem a limitação de venda de passagens em determinadas rotas como forma de permitir uma disponibilidade de assentos para alocar passageiros de voos cancelados; contratação de mais 70 tripulantes de cabine para ter flexibilidade nas escalas e alocações, em casos de absenteísmo; remuneração mais agressiva a funcionários que realizarem horas extras; entre outros.

Dada a situação da aviação europeia neste momento, os passageiros são orientados a buscar contato com as empresas aéreas em datas próximas da viagem para confirmar como está fluxo e o que esperar.

Fonte AEROIN/Carlos Ferreira 


Nenhum comentário:

Postar um comentário