CAE ouve ministros Paulo Guedes e Adolfo Sachsida sobre combustíveis - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sexta-feira, 8 de julho de 2022

CAE ouve ministros Paulo Guedes e Adolfo Sachsida sobre combustíveis


  • Guedes e Sachsida são convidados a depor na terça-feira
Guedes e Sachsida são convidados a depor na terça-feira
Bruno Spada/MME

Questionados sobre a política nacional de preços e abastecimento de combustíveis, os ministros da Economia, Paulo Guedes, e de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, deverão prestar esclarecimentos à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) em reunião agendada para terça-feira (12) às 9h.

A audiência pública atende dois requerimentos da comissão. O senador Alexandre Silveira (PSD-MG) requereu (REQ 24/2022 – CAE) a convocação de Paulo Guedes para explicar o anúncio do aumento dos preços dos combustíveis; o requerimento foi aprovado na comissão em 20 de junho. Em matéria correlata, o senador Jean Paul Prates (PT-RN) propôs (REQ 29/2022 – CAE) a convocação de Adolfo Sachsida para esclarecimentos sobre as medidas planejadas para assegurar o abastecimento de combustíveis à população.

A discussão dos requerimentos na CAE, em 20 de junho, foi marcada por duras críticas de senadores à política de preços dos combustíveis. A comissão atendeu  sugestão do senador Esperidião Amin (PP-SC) e transformou as convocações em convites. Na ocasião, também foi aprovada a oitiva do ex-presidente da Petrobras José Mauro Coelho, que renunciou ao cargo antes da votação do requerimento. Ainda não há data marcada para a audiência.

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo. O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário