Veja detalhes da morte de indigenista e jornalista na Amazônia - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sexta-feira, 17 de junho de 2022

Veja detalhes da morte de indigenista e jornalista na Amazônia

 

Veja detalhes da morte de indigenista e jornalista na Amazônia

A versão mais plausível para os assassinatos do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips é a de que as vítimas foram perseguidas na lancha em que estavam por Amarildo da Costa de Oliveira, o “Pelado“, antes de serem mortas. As informações são do G1.

Fontes que atuam na investigação acreditam que, durante a perseguição, Dom e Bruno foram atacados a tiros, o barco ficou desgovernado e acabou entrando na mata às margens do rio Itaquaí. Amarildo e mais um suspeito teriam ido então até o barco e terminado de executar as vítimas. 

Essa avaliação se deu após o depoimento de testemunhas e do próprio Amarildo, após ser preso. Ele afirma, no entanto, que não atirou contra o barco do indigenista e do jornalista, mas, sim, outra pessoa.

Segundo Amarildo, houve troca de tiros com Bruno Pereira e um outro homem teria ajudado a queimar e a enterrar os corpos na mata. Teria sido usada uma espingarda calibre 16, mas a perícia ainda terá que atestar se de fato foi usada essa arma, e se os corpos são mesmo de Bruno Pereira e Dom Phillips.

Fonte TBN

Nenhum comentário:

Postar um comentário