Promotoria de Justiça de Marituba realiza vistorias e ouve a comunidade para apurar o aumento dos incômodos causados pelo odor do Aterro sanitário - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quinta-feira, 23 de junho de 2022

Promotoria de Justiça de Marituba realiza vistorias e ouve a comunidade para apurar o aumento dos incômodos causados pelo odor do Aterro sanitário



A Promotoria de Justiça de Marituba recebeu diversas denúncias quanto à expressiva piora do odor oriundo do aterro sanitário do município. Segundo as denúncias, o odor aumentou a partir do mês de março, o qual teria se intensificado e aumentado sua frequência ao longo do dia. 

O Ministério Público também observou que aumentaram as reclamações no Canal "Alô Guamá", ao qual o MPPA tem acesso às reclamações registradas. Em razão disto, foram requisitadas informações à empresa e à SEMAS, cujas respostas foram recentemente recebidas e estão sob análise da equipe técnica.


Na última quarta-feira (22), foram realizadas vistorias ao aterro e imediações pela Promotora de Justiça e pela equipe técnica do GATI/CAOTEC. A equipe deslocou-se às 5:00 horas da manhã nas imediações, e observou forte odor na área da Alça viária e imediações. Também foram realizadas visitas ao aterro em momentos distintos do dia: às 7:00 horas, 10:00 e 13 horas, ocasião em que se observou forte odor oriundo das Torres de Striping, equipamento que faz parte do circuito de tratamento do chorume, e que está atualmente instalado ao lado da lagoa de efluente tratado vinculada à etapa final da Estação de tratamento de Efluentes que se encontra em processo de instalação no aterro. Na vistoria, constatou-se também um forte odor de amônia na lagoa de tratamento aeróbio recentemente instalada no empreendimento.

Descrição da imagem: na foto colorida aparece um espaço de tratamento de líquido, onde estão várias poças. Ao fundo aparece uma floresta e acima, o céu azul com grandes nuvens brancas. 

A equipe também observou um aumento expressivo da quantidade de urubus no aterro, de forma jamais vista em outras vistorias, em razão do que será expedido ofício ao I Comando da Aeronáutica para que verifique a possibilidade de riscos à segurança do vôo.

Também foram ouvidas pessoas que registraram suas reclamações no canal “Alô Guamá", as quais reiteraram a observação do aumento expressivo do odor e o incômodo no período da madrugada. Nesta quinta, 23, a Promotoria esteve em reunião com pessoas do Bairro do Uriboca, que relataram a alteração substancial do incômodo olfativo,  a sua piora substancial das sensações além de agravos a saúde atingindo principalmente crianças. A Promotoria de Justiça busca identificar as causas da alteração dos incômodos olfativos a fim de adotar as providências cabíveis.

Canais de Denúncias Alô Guamá:

Telefones: (91) 99242.1783 / 0800 729 2210

e-mail: aloguama@guamaambiental.com.br

link: https://guama.saclimpeza2.com.br/sac/ocorrencias

Fonte PJ de Marituba 

Nenhum comentário:

Postar um comentário