Museu do Marajó recebe Preamar do Patrimônio e Oficina de Biojoias - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Museu do Marajó recebe Preamar do Patrimônio e Oficina de Biojoias





A programação é diversa e terá, por exemplo, a oficina "Memória e Literatura como Patrimônios Culturais", com historiadores

Com o objetivo de valorizar a história patrimonial e oferecer capacitação ao público marajoara, entre os dias 20 a 29 de junho, chegam ao Museu do Marajó, em Cachoeira do Arari, o Preamar do Patrimônio e uma oficina de capacitação em Ecojoias. A realização é do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e o Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (Dphac). As inscrições devem ser feitas no Museu do Marajó.

Na próxima segunda-feira, das 8h às 12h, será promovida a oficina de Ecojoias com o tema "Modelagem, Pigmentações e Grafismo Marajoara", sob coordenação de Tifany Santos. A capacitação será ministrada durante oito dias da semana e tem 24h de carga horária.

O curso em ecojoias tem o propósito de fornecer aos participantes as técnicas artesanais para a confecção de produtos sustentáveis, os ensinando desde a aplicação do design como ferramenta de inovação para as biojoias e auxiliando na produção das peças.

A oficina será de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 12h, para que no dia 27 de junho os participantes façam a montagem final das biojoias e realizem a exposição das peças no dia 28 de junho, no mesmo horário, encerrando a ação.

No mesmo dia 28, das 15h às 18h, o Preamar do Patrimônio acolherá alunos e professores de escolas públicas, estaduais e municipais, para a oficina de "Memória e Literatura como Patrimônios Culturais". A ação educativa será ministrada pelos historiadores e técnicos em gestão cultural do Dphac, Ângela Sánchez Leão e Renato Gimenes.

As historiadoras vão abordar questões sobre o bem tombado como patrimônio cultural estadual, a antiga residência do escritor Dalcídio Jurandir entre outras referências culturais da região. No momento, também será construído um mapa mental com os participantes e será apresentada a metodologia do Inventário do Patrimônio Cultural do Estado - que busca formar multiplicadores para as ações relacionadas à educação patrimonial em Cacheira do Arari.

A atividade auxiliará os participantes a expor a opinião individual do que eles consideram referência cultural na região, afirma Ângela Sánchez. "Nós vamos fazer uma dinâmica em que eles vão construir um mapa mental com as referências locais que eles reconhecem como bem cultural".

Finalizando a programação, no dia 29 de junho, das 9h às 11h, acontece a roda de conversa com o tema "O Museu do Marajó e o turismo patrimonial". A ministrante da ação será a empreendedora Andrea Moraes, que contará com a participação de produtores culturais, agentes de turismo e o público em geral para que seja feita a troca de conhecimentos sobre a representação do Museu do Marajó para o turismo local, destacando as características culturais do município e a importância do patrimônio para a área socioeconômica.

A última ação do Preamar do Patrimônio será voltada aos servidores do Dphac, que farão vistoria técnica a alguns dos patrimônios destacados pelos participantes da oficina. Além disso, darão início à pesquisa do Inventário Cultural, com registros de arquivos, tesouros humanos, bens móveis, entre outros.

*Texto de Quezia Dias / Ascom Secult


Nenhum comentário:

Postar um comentário