Golpe nas eleições: ministro da Defesa cita artigo 142 da Constituição - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

domingo, 12 de junho de 2022

Golpe nas eleições: ministro da Defesa cita artigo 142 da Constituição



 (crédito: Divulgação)

 https://www.facebook.com/100046060693173/posts/pfbid02nbGMLSShb5YTBPFuQ4ysmiRG8kcnzosAdbLwY4c9w3LA8tM68xRkihfUv5qEFdtgl/

Ouça a palavra do Ministro 

  O Ministro da defesa Paulo Sérgio Nogueira, se limitou,  na quarta-feira (8/6), a ler o Artigo 142 da Constituição quando questionado se as Forças Armadas apoiariam um eventual golpe orquestrado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Nogueira participa de uma audiência na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados, onde presta informações sobre temas polêmicos envolvendo militares.

https://youtu.be/dnsr2Jw8cMY

Confira o artigo 142 citado pelo ministro:


“As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.”

Mais cedo, Paulo Sérgio Nogueira afirmou que as compras de viagra e de próteses penianas pelas Forças Armadas "atenderam todos os princípios de eficiência da Administração Pública".

"Como qualquer cidadão, os militares, seus pensionistas e demais usuários dos sistemas de saúde das Forças Armadas, têm direito a atendimento médico especializado. Assim, possuem acesso a consultas de qualidade e procedimento médico, hospitalar e dentário, para o qual contribuem mensalmente, e coparticipam de despesas em caso de procedimentos, exames e internações", afirmou o ministro da Defesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário