Sinfônica do Theatro da Paz homenageia Amadeus Mozart - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

terça-feira, 10 de maio de 2022

Sinfônica do Theatro da Paz homenageia Amadeus Mozart

Orquestra 

Concerto será gratuito às 20h, na quinta-feira (12), com ingressos disponíveis a partir das 9h do dia do concerto, na bilheteria digital

A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) tem espetáculo confirmado às 20h desta quinta-feira (12)A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP), sob a direção do maestro Miguel Campos, realizará um concerto com obras de um dos maiores compositores da história da música clássica: Wolfgang Amadeus Mozart. O espetáculo será, na próxima quinta-feira (12), a partir das 20h. A retirada dos ingressos poderá ser feita a partir das 9h do dia do concerto, na bilheteria digital, e a partir das 18h, presencialmente, na bilheteria do Theatro da Paz, na avenida Presidente Vargas, em Belém. Os ingressos serão gratuitos.

Wolfgang Amadeus Mozart foi um compositor austríaco, considerado por muitos o único compositor na história a escrever para todos os gêneros musicais com a mesma excelência. Teve uma produção louvada por todos os críticos de sua época e influenciou vários compositores do tempo e dos séculos seguintes.

Segundo o maestro Miguel Campos, Mozart é considerado, juntamente com Bach e Beethoven, um dos três compositores mais importantes da história da música clássica, e deixou uma vasta obra com mais de 600 composições catalogadas.

Para assistir ao concerto da OSTP basta atentar para a entrega dos ingressos nos modos online ou presencialO maestro Miguel adianta duas curiosidades sobre a homenagem ao compositor: uma é a presença da trompa, que nem sempre está à frente de uma orquestra sinfônica, como instrumento solo; a outra é que a orquestra vai estar com formato mais reduzido, fato que o público da OSTP ainda não experimentou. "A orquestra vai demonstrar que consegue tocar óperas gigantescas dos séculos XIX e XX com músicos ocupando todo o palco, como também dominar este estilo leve e elegante característico do século XVIII", explica.

O espetáculo da OSTP iniciará com a Abertura da Ópera "Il Re Pastore", que significa "O Rei Pastor" em português. A peça conta a história do jovem herdeiro de um trono caído, que, dividido entre o apego e o poder de um casamento arranjado, escolhe o amor e renuncia a toda autoridade de ser rei. Porém, abnegação e fidelidade acabaram tornando-o digno de reinar e casar-se com sua verdadeira amada. Mozart tinha apenas 19 anos quando escreveu esta obra com verdadeira riqueza de orquestração, partitura e forte inspiração melódica.

A segunda peça apresentada será "Concerto Para Trompa N. 3", composta para um amigo trompista, o francês Joseph Leutge que, apesar da idade avançada, ainda tinha habilidade para tocar a trompa, instrumento que, naquele tempo, exigia muito mais esforço, por não possuir válvulas. Para apresentação desta peça, o maestro convidou o trompista Eder Tavares para uma participação especial, como solista. A última peça apresentada durante o espetáculo será a "Sinfonia 29" que, com a autêntica combinação de um estilo íntimo de música de câmara e a maneira impetuosa e impulsiva, foi uma de suas primeiras sinfonias conhecidas.

De acordo com o convidado, Mozart tem quatro concertos para o instrumento que toca e este, de número três, é um concerto muito importante para o repertório de trompa. Eder conta que, naquela época, o instrumento era natural e possuía limitação de notas, pois não tinha muitas chaves, e o músico tinha que ir regulando com a mão na parte que sai o som, para fazer as outras notas.

Ele está otimista para sua apresentação em Belém, no teatro que considera um dos principais palcos do Brasil. "A OSTP, dirigida pelo Maestro Miguel Campos, é uma orquestra que possui um nível técnico muito alto e produz uma musicalidade bastante agradável. Estou muito feliz e realizado em voltar para Belém, para fazer este concerto junto a orquestra da qual fiz parte. Tenho certeza de que será um espetáculo muito emblemático", complementa o músico.

Eder Tavares é um trompista paulista formado pela Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP). Participou de vários festivais nacionais e internacionais de música, além de já ter tocado em várias orquestras em São Paulo e no Brasil. Esteve nas principais montagens brasileiras de musicais da Broadway, como Chaplim, Peter Pan, Evita e O Fantasma da Ópera. O trompista já integrou a Orquestra Sinfônica Mundial, realizando turnê por diversos países da Europa. Em Belém, integrou a OSTP, como chefe do naipe de trompas. Atualmente, atua como trompa solo da Orquestra Sinfônica Municipal de Santos e é membro fundador do Quinteto BrassUka.

As apresentações da OSTP são realizações do Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Theatro da Paz e Academia Paraense de Música (APM). Os ingressos serão distribuídos gratuitamente e estarão disponíveis de duas formas, online e presencial. A distribuição online será realizada pelo site www.ticketfacil.com.br, onde uma cota será disponibilizada a partir das 9h do dia 12 de maio. O restante dos ingressos será distribuído ao público de forma presencial, na bilheteria do Theatro da Paz, a partir das 18h, duas horas, portanto, antes do início do espetáculo.

*Texto com informações de Daniel Granhen / Ascom APM

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário