Governo regulamenta acautelamento de armamentos para policiais veteranos - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Governo regulamenta acautelamento de armamentos para policiais veteranos



O Diário Oficial do Estado (DOE) publicou, nesta terça-feira (24), a Portaria N° 87/2022, do Gabinete do Comandante-Geral da PM, que autoriza o acautelamento de arma de fogo institucional ao policial militar veterano, um compromisso firmado pelo governador Helder Barbalho com os policiais militares da reserva remunerada e reformados. Antes de ser regulamentado, o profissional devolvia a arma para o Estado após se aposentar. Com o acautelamento, o militar poderá ficar com o armamento. A sargento Eliana, com mais de trinta anos dedicados à carreira militar, explica o que a providência representa para a classe.

"Muitas de nós não têm condições de ter seu próprio armamento e sai desprotegido. Então foi uma notícia muito boa porque nós vamos para a reserva, mas continuamos sendo policiais militares e isso fica bom para a nossa segurança, da nossa família e da comunidade. Isso já era esperado há muito tempo, então foi ótimo," celebra Eliana Santa Rosa, 2º sargento do 2º Batalhão da Polícia Militar.

O acautelamento de arma de fogo institucional compreende a entrega de uma pistola semiautomática, com até três carregadores e trinta cartuchos. A portaria publicada define os procedimentos para que o militar possa requerer o armamento, os documentos necessários, o setor para o qual deve encaminhar a solicitação, bem como as situações em que o armamento pode ou não ser utilizado.

O governador Helder Barbalho reforçou as importantes contribuições dos militares para a população do Pará e destacou a política de valorização que vem sendo executada pela atual gestão estadual.

"A minha gratidão a nossa tropa e as ações continuadas, que desde 2019 pautaram a valorização, já que são vocês que têm nos ajudado a fazer com que o Estado do Pará reduza a criminalidade e se transforme certamente numa referência para o Brasil," enfatizou o governador Helder Barbalho.

"Fico muito feliz em poder, agora, com a portaria que regulamenta o decreto do governo do Estado em vigor, garantir que os policiais da reserva remunerada tenham direito a permanecer com a cautela permanente do armamento cedido pelo Estado. Isso, aliado à aquisição de novos armamentos que está sendo realizada pela Corporação, possibilitará que todos os militares que ingressarem na reserva possam permanecer com a cautela do seu armamento, desde que preencham todos os requisitos previstos na portaria. Com isso poderemos garantir que o policial tenha melhores condições para preservar a sua segurança e da sua família, o que mais interessa para todos nós", explica o Coronel Dilson Júnior.


Nenhum comentário:

Postar um comentário