Ferramenta eletrônica possibilita a identificação e o registro dos atrativos turísticos, dos serviços e da infraestrutura dos municípios - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

domingo, 8 de maio de 2022

Ferramenta eletrônica possibilita a identificação e o registro dos atrativos turísticos, dos serviços e da infraestrutura dos municípios




A apresentação da ferramenta estratégica para o turismo no Pará na 10ª edição da Feira Internacional de Turismo na Amazônia (FITA)Foto: Divulgação

Projeto desenvolvido pelo Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Turismo (Setur), o Inventário da Oferta Turística consiste no levantamento, identificação e registro dos atrativos turísticos, dos serviços e da infraestrutura de apoio ao turismo. Tudo isso para manter uma base de informações sobre as várias regiões do Estado. A partir desse banco de dados será possível planejar, gerir e ainda promover a atividade turística de acordo com a prioridade e recursos, pensando em um turismo sustentável. A Plataforma do Inventário Turístico apresentada, neste sábado (7) de maio, durante a FITA, vai possibilitar que os dados estejam disponíveis aos municípios.

"Fazer o inventário não é uma obrigação, mas uma necessidade. O município fornece todas as informações através do formulário e com base nesses dados reunidos o governo pode entender a demanda de cada região, o que pode ser melhorado, além de conhecer a realidade do turismo, como, por exemplo, a relação de todos os hotéis disponíveis em tal lugar ou o lugar que carece de uma estrutura hoteleira", explica o turismólogo da Secretaria de Turismo do Estado do Pará, Cleber Gomes.

Cleber ressalta ainda que é preciso conscientizar os municípios sobre a importância de se pensar no turismo de forma ampla e conjunta. A plataforma além de uma base de dados também será uma forma de interação entre as cidades participantes.

"Hoje temos pouco mais de 50 municípios que já fizeram o inventário, olha quantos destinos turísticos nós temos. A reunião de todos esses dados também é uma forma de compartilhar experiências e discutir os métodos que estão sendo aplicados em cada região", finaliza Gomes.

Altamira é um dos municípios que já fez o inventário, durante o painel de debate o coordenador de marketing da secretaria de turismo de Altamira, Hygor Duarte, apresentou os atrativos do município e como a cidade explora as práticas turísticas.

"Hoje Altamira tem praias, rios, cavernas, cachoeiras e uma fonte grande de exploração do turismo. Altamira se prepara, capacita e a FITA é esse lugar para expor nossas experiências e também agregar conhecimento, aqui podemos mostrar para o público a nossa cidade, o nosso turismo e também aprender novas práticas para implementar e desenvolver ainda mais o turismo na nossa região", disse Duarte.

Startups impulsionam Turismo 

Ainda como parte das capacitações da FITA, representantes de três grandes empresas tecnológicas do Brasil estiveram reunidos para debater a inovação com base turística. Implementar a inteligência tecnológica aos destinos turísticos foi um dos desafios lançados pelos profissionais.

"Muitas pessoas acreditam que para implementar a inovação tecnológica no turismo é caro, não! Hoje todo mundo tem um celular na mão, basta eu ao invés de fazer um panfleto, fazer um post e compartilhar... isso é inovação. Ser um destino inteligente não é difícil é implementar pequenas mudanças que fazem grandes diferenças", diz Jucelha Carvalho SEO da Smarttour.

Muita startups se consolidaram promovendo o turismo a partir de ferramentas digitais como o InstaViagem, uma empresa online que planeja e desenvolve roteiros "surpresa" para os turistas. O contratante fornece alguns dados e a empresa prepara todo o roteiro e apresenta o destino apenas dois dias antes da viagem. 

"A  gente precisa inovar a forma de vender o turismo, a pandemia veio para mostrar que o online cada vez mais está sendo responsável pelas grandes vendas. Existem grandes ideias a serem exploradas. Uma boa alternativa é trabalhar em regiões ainda pouco exploradas no turismo, então investir em uma boa divulgação principalmente nas redes sociais e surpreender o turista com algo novo", conclui Marian Koshib do InstaViagem.

*Texto Ascom Setur

Por Governo do Pará (SECOM)


Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário