Criada em Belém a Associação Internacional dos Jornalistas da Amazônia - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

domingo, 1 de maio de 2022

Criada em Belém a Associação Internacional dos Jornalistas da Amazônia


Um grupo de jornalistas independentes liderados pelo jornalista Evandro Corrêa e sua esposa, a advogada Joseane Souza, criou e lançou na última quinta-feira, 28, a Associação Internacional dos Jornalistas da Amazônia - AIJAM, entidade sem fins lucrativos que objetiva agregar profissionais de imprensa independentes em todos os estados da Amazônia Legal, e dos países que integram a região da Amazônia Internacional que são Brasil, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname, e Guiana Francesa (departamento ultramarino francês).
A primeira diretoria é presidida pelo jornalista João Freitas, que tem, como vice-presidente, o jornalista Roberto Barbosa. Evandro Corrêa, editor do site "O Antagônico", é o presidente de honra da AIJAM. Ele explica que a entidade vem para unir jornalistas brasileiros e estrangeiros da Amazônia Internacional, com troca de informações e intercâmbio cultural, mas, também, para fazer valer os direitos dos profissionais de imprensam na busca pela valorização do jornalista, na defesa da democracria, da liberdade de imprensa e de expressão que não é o que de fato ocorre plenamente em todo o território brasileiro.
Segundo Evandro Corrêa, a AIJAM não é uma entidade travestida de partido político, ao contrário, será sempre apartidária e apolítica, exatamente porque o que importa em sua essência é o profissional jornalista que atua na imprensa convencional e nas redes sociais independentes, fazendo o jornalismo que está fora dos grandes grupos de comunicação de massa.
"A AIJAM se importa com a pessoa do jornalista, com seu direito ao livre acesso à informação para poder formar opinião e fazer a notícia nua e crua. A AIJAM tem em seu time de fundação um gurpo de jornalistas que já estão labutando longe da mídia convencional, sobrevivendo e fazendo aquilo que gostam, que é dar a informação da forma como ela realmente o é. A AIJAM não cobra taxas para filiação, mas há critérios para que um profissional se torne associado, pois terá uma carteira de identificação padronizada e de acesso internacional, que lhe permita trabalhar em qualquer parte da Amazônia Internacional", disse João Freitas, primeiro presidente da entidade que terá direito a reeleição, segundo o estatuto que já está devidamente legalizado em cartório, assim como, em breve, será conhecida a sede física, que será a casa do jornalista, com funcionamento permanente de segunda a sexta-feira, no horário convencional.
Do time que fundou a entidade estão os jornalistas Evandro Corrêa, João Freitas, Roberto Barbosa, Nazaré Sarmento Barbosa, Erison Júnior, Raymar Bentes, Olavo Dutra, Cleiton Palmeira, Mário Quadros, Paula Portilho, Shirley Castilho, Ray Nonato, Advaldo Nobre (Passarinho I), Bras Chucre, Marcelino Cinetrafista e Chico Cinegrafista, que será o tesoureiro da entidade.
Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário