Estação das Docas terá programação alusiva ao mês da Consciência Negra - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sábado, 20 de novembro de 2021

Estação das Docas terá programação alusiva ao mês da Consciência Negra

 

Feira de empreendedores, apresentações culturais e roda de capoeira estão entre os eventos oferecidos ao público, com entrada gratuita

A Estação das Docas receberá neste sábado (20) o evento "Novembro da Consciência Negra - Resistir para Existir", alusivo ao Dia da Consciência Negra - 20 de Novembro. A programação conta com feira de empreendedores negros, palestras, desfile de moda afroamazônica e apresentações culturais com roda de capoeira e grupos regionais. Haverá ainda emissão gratuita de documentos e consultas médicas. A programação ocorrerá das 8 às 20 h, no Armazém 3 do complexo turístico, cultural e gastronômico, com entrada franca.

O evento tem o apoio da Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas, sendo uma realização do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), com a colaboração da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sespa), Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e Fundação ParáPaz.

"Novembro é o mês para refletir, agir e reagir junto à luta contra o racismo. Estamos muito felizes em poder receber um evento que busca promover a igualdade racial. Esperamos que todos que possam estar presentes neste evento reforcem a consciência de que esta é uma bandeira que devemos levantar todos os dias, por meio de nossas atitudes, mediante ações de combate à discriminação e também de valorização da cultura Afro", declara Ruan Rocha, diretor-presidente da OS Pará 2000.

Emissão de documentos - Pela manhã, haverá ação de cidadania com a emissão de carteiras de identidade, inscrição para carteira de trabalho digital e encaminhamento para segundas vias de certidão de nascimento, além de atendimento médico ofertado pela Sespa.

Ligados ao movimento negro, Marilu Campelo, Nega Black, Maria Luiza Nunes, Paulo Squire e Gabriel Conrado discutirão os temas Epistemicídio, Valorização da pele preta, Resistir para existir, Medidas afirmativas e Uso das redes sociais no combate ao racismo, durante palestras gratuitas realizadas no Teatro Maria Sylvia Nunes.

Também estão previstas uma feira de empreendedores negros e a 1ª Fashion Black: AMAZONAFRICA, ambos no Armazém 3 da Estação.

Cultura Afroamazônica - Dentro da programação cultural, uma roda de capoeira ocorrerá na orla do Armazém 3. Em seguida, os Grupos Afro Axé Dudu, Pará Caboclo e o cantor Everton Martins realizam shows no mesmo local.

"Um evento como esse visa gerar serviços, promover cultura e, sobretudo, valorizar a luta de um povo que é maioria no Estado do Pará, correspondendo, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a 76% da população. Busca ainda, ser braço de força na luta antirracista, além de demonstrar um pouco da atuação da Sejudh, que é de suma importância no combate ao racismo e na promoção de políticas públicas em prol da igualdade racial", afirma Vanessa Moura Bastos, gerente de Promoção da Igualdade Racial da Sejudh.

PROGRAMAÇÃO

Novembro da Consciência Negra - Resistir para Existir
Data: 20 de novembro de 2021
Hora: das 8 às 20 h
Local: Estação das Docas, Armazém 3, Teatro Maria Sylvia Nunes e orla.

Ação Cidadania - das 8 às 12 h
Feira de empreendedores negros - das 09 às 20 h
Roda de Capoeira - 16 h
Grupo Afro Axé Dudu - 17 h
1ª Fashion Black AMAZONAFRICA - 18 h
Grupo Pará Caboclo e Everton Diniz - 19 h
Encerramento - 20 h


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial