Duas chapas concorrem à eleição para o comando da OAB-PA - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Duas chapas concorrem à eleição para o comando da OAB-PA



Um total de 12.903 advogados que trabalham no Estado do Pará está apto a escolher, nesta quinta-feira, 18, entre 9 e 17h, quem irá comandar, a partir de agora, a Ordem dos Advogados do Brasil seção Pará (OAB-PA). A nova diretoria a ser eleita ficará na gestão da instituição pelos próximos três anos.
Disputam a vaga, pela situação, o advogado Eduardo Imbiriba, com a chapa "OAB sempre à frente", tendo como vice a advogada Luciana Gluck Paul. Pela oposição está o advogado Sávio Barreto, que concorre juntamente com Brenda Araújo, como vice, pela chapa "Vamos mudar a OAB", apoiados por advogados Valderi França e Justiniano Alves.
O pleito contempla 26 subseções municipais da OAB-PA em todo o Pará, onde também serão eleitas diretorias municipais. Segundo a entidade, 34 cidades contarão com urnas disponíveis para os eleitores.
A comissão eleitoral tem expectativa que até 19h já se tenha um panorama geral do pleito, com sinalização de quem conquistou a preferência dos advogados paraenses. Todavia, o resultado final deve demorar um pouco mais, posto que vários eleitores regularizados com a instituição depois do prazo estipulado pelo Tribunal Regional Eleitoral - TRE para o cadastro dos eleitores nas urnas, emprestadas pelo órgão, votam separadamente, em urnas de lona, o que pode atrasar a divulgação oficial do resultado até as 22h de hoje.

TRANQUILIDADE

O pleito transcorria no prédio-sede da OAB-PA, mas será, neste ano, no Centro Cultural e Turístico Tancredo Neves - Centur, que tem espaço maior, garantindo o distanciamento imposto pela pandemia da covid-19. Segundo a Comissão Eleitoral, ao chegar para eleger, os advogados devem portar pelo menos um dos seguintes documentos para votar: a carteira da Ordem, RG, Carteira Nacional de Habilitação, de Trabalho ou de Previdência Social e passaporte. O uso de máscaras é obrigatório. A Comissão Eleitoral é presidida pelo juiz titular do Tribunal Regional Eleitoral, Diogo Conduru, o qual informou que boa parte da campanha ocorreu mesmo nas redes sociais, em oposição aos anos anteriores, que tiveram mais campanha de corpo a corpo. Para ele, a internet protagonizou, entre altos e baixos, a eleição.
O voto será obrigatório para todas as advogadas e advogados inscritos nos quadros da OAB-PA. Em caso de ausência, o profissional deverá apresentar justificativa por escrito à diretoria do Conselho Seccional (prazo máximo de 60 dias após as eleições).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial