Theatro da Paz reabre após restauro com ampla programação cultural gratuita - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Theatro da Paz reabre após restauro com ampla programação cultural gratuita



A centenária casa de espetáculos do Pará se reencontra com o público revitalizada, inclusiva e em condições de incentivar a economia criativa

Maior casa de espetáculos do Pará, o centenário Theatro da Paz vai reabrir as portas ao público a partir do próximo dia 22 (domingo), após nove meses de obras de restauro e revitalização. A reabertura terá extensa programação, com entrada franca, que inclui espetáculos de teatro, música, dança e exposição. Para celebrar o reencontro com o público, a visitação guiada ao teatro será gratuita durante nove dos dez dias de evento, das 09 às 15 h, com exceção da segunda-feira (30), quando não há visitas.

Promovido pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), o calendário prossegue até 31 de agosto, com distribuição diária de 300 ingressos, a serem trocados por 1 quilo de alimento não perecível, duas horas antes do início dos espetáculos. Todas as doações serão entregues a moradores dos bairros atendidos pelo Programa Territórios pela Paz (TerPaz).

Durante a abertura, que ocorrerá no domingo (22), às 20 h, haverá homenagem aos profissionais de saúde do Estado, com apresentação da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP). O dia também marcará a inauguração da nova iluminação do TP.

Na próxima terça-feira (23), os visitantes poderão apreciar todo o talento do Grupo Experiência, com o espetáculo teatral "A pensão da D. Cotinha", em homenagem ao ator paraense José Leal (Zecão), que faleceu em 14 de abril passado, aos 68 anos. No dia 24 haverá a apresentação do Coro Carlos Gomes, com um repertório popular, sob a regência da maestrina Maria Antônia Jimenez.

Exposição - Na quarta-feira (25), o foyer do Theatro receberá três sessões de canto lírico, apresentadas por alunos do III Curso de Formação em Ópera do Theatro da Paz, às 17, 18 e 19 h, inaugurando o novo piano de cauda, que ficará permanentemente no espaço. Também no foyer será aberta a exposição imersiva "Ópera Viva - 20 Anos do Festival de Ópera do Theatro da Paz", trazendo figurinos de algumas das montagens realizadas pelo Festival ao longo de duas décadas. A mostra ficará aberta à visitação até 31 de outubro.

Os amantes da dança terão a oportunidade de prestigiar dois dias de apresentações do Balé Coppélia, acompanhado pela OSTP, em 26 e 27 de agosto, sempre às 20 h. A Amazônia Jazz Band (AJB) subirá ao palco no sábado (28), às 20 h. Não haverá programação no domingo (29).

Na segunda-feira (30), serão realizadas duas sessões da ópera Die Abreise, do compositor Eugen D'Albert, também com cantores do III Curso de Formação em Ópera. A primeira apresentação, às 16 h, será exclusiva para custodiadas e custodiados do Sistema Penal. A segunda, às 20 h, será voltada ao público em geral.

O cenário da ópera foi produzido por custodiados da Colônia Penal, no Complexo de Americano, e os figurinos por custodiadas do Centro de Recuperação Feminino e pessoas LGBTQIA+ do Centro de Triagem Metropolitano II, que participam do Projeto Sons de Liberdade, uma iniciativa da Secult em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Para encerrar, no dia 31, as 16 e 17 h, o Colegiado de Dança do Pará apresentará duas sessões, com quatro espetáculos de dança, selecionados pelo próprio Colegiado.

"Vivemos um momento muito importante para o Theatro da Paz, onde o governo do Estado e a Secult assumem a responsabilidade pela preservação desse patrimônio histórico e cultural, que figura como uma das casas de espetáculos mais representativas da região Norte e de todo o País", enfatizou o diretor do Theatro da Paz, Daniel Araújo.

Ele contou ainda como foi planejada a ação. "Para a reabertura da casa, pensamos em uma programação que pudesse contemplar o maior número possível de linguagens, como música de concerto, jazz, teatro, dança e ópera. Dessa maneira, fazendo jus à importância desse símbolo cultural do Estado do Pará, abriremos as portas do TP em grande estilo, trazendo sempre espetáculos de qualidade para essa casa novinha em folha!", acrescentou.

Nova estrutura - Com 143 anos de existência e classificado como um Teatro-Monumento, o "Da Paz" será entregue à população restaurado e revitalizado. As obras foram iniciadas em novembro de 2020, e receberam investimento de R$ 4,5 milhões. A secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, destacou que a última grande intervenção no Theatro foi há 20 anos.

"O compromisso do governo com a preservação do patrimônio histórico é um esforço permanente. E o nosso 'Da Paz' vem recebendo essa atenção desde o início da gestão, com o investimento emergencial de quase R$ 1 milhão na cobertura, logo que entramos, em 2019. Com esta obra completa de revitalização entregaremos ao público um Theatro da Paz mais inclusivo, acessível e mais adaptado à dinâmica da economia criativa, presente nos equipamentos culturais deste porte. É também um passo muito simbólico na retomada gradual das atividades culturais", ressaltou a secretária Ursula Vidal.

As intervenções realizadas incluem a revitalização da fachada; restauro completo do forro das varandas; pinturas internas e pinturas especiais; reforma do forro e das instalações elétricas; reforma e limpeza de pisos; substituição das palhinhas das cadeiras; tratamento de esquadrias; revitalização total do Café da Paz e reforma completa dos banheiros, adaptados à acessibilidade e com instalação de elementos decorativos inspirados no mosaico do hall de entrada do TP.

Ocorreu ainda a reforma dos vestiários e do sistema de proteção contra incêndio; a execução de um inovador projeto luminotécnico, que vai garantir iluminação em todas as fachadas; a revitalização das calçadas em pedra de lioz e a criação da Boutique da Paz, que vai comercializar produtos artísticos inspirados nos elementos decorativos do Theatro, como joias e gravuras, além do livro e de souvenirs.

Também foram criadas duas novas salas com tratamento acústico, voltadas para ensaio dos dois corpos artísticos - OSTP e AJB -, que não possuíam um espaço com essa finalidade. "Nossos dois corpos artísticos não tinham um espaço para ensaios. Era preciso ocupar o palco com os ensaios da OSTP, o que complicava a montagem de grandes cenários quando a pauta do Theatro estava ocupada. A Amazônia Jazz Band ensaiava na Fundação Cultural do Pará, a quem agradecemos a superparceria até aqui. Agora, temos o conforto e o espaço que nossos músicos e maestros precisam e merecem", disse Ursula Vidal.

Programação de reabertura do Theatro da Paz:

22/08, as 20 h: Abertura. Apresentação da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP).

23/08, as 20h: Espetáculo de teatro "A pensão da D. Cotinha".

24/08, as 18 h: Apresentação do Coro Carlos Gomes.

25/08, as 17, 18 e 19 h: Apresentação de canto lírico dos alunos do Curso de Formação em Ópera. Abertura da exposição imersiva "Ópera Viva - 20 Anos do Festival de Ópera do Theatro da Paz", no foyer. Visitação até 31 de outubro.

26/08, as 20 h: Apresentação do Balé Coppélia.

27/08, as 20h: Apresentação do Balé Coppélia.

28/08, as 20 h: Apresentação da Amazônia Jazz Band.

29/08, Montagem e ensaio da ópera Die Abreise (não aberto ao público).

30/08, Ópera Die Abreise (16 h: exclusiva para custodiadas e custodiados, agentes prisionais e familiares; 20 h: para o público em geral).

31/08, as 16 h: Espetáculos do Colegiado de Dança do Pará.

Crédito Jornal Passaporte

Têxto Thaís Siqueira - Ascom/Secult

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial