Prefeitura anuncia decreto com medidas de enfrentamento ao Coronavírus - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 18 de março de 2020

Prefeitura anuncia decreto com medidas de enfrentamento ao Coronavírus

A Prefeitura de Belém anunciou decreto municipal, que será publicado nesta quarta-feira, 18, com medidas de prevenção ao Coronavírus (Covid-19) na cidade. O comunicado foi feito em entrevista coletiva no final da tarde desta terça-feira, 17, pelo prefeito Zenaldo Coutinho , no Gabinete Municipal, no bairro de Nazaré.

No decreto municipal, que a princípio vai durar 15 dias, vão constar diversas medidas para evitar a aglomeração de pessoas e , consequentemente, a disseminação do vírus, apesar de Belém não registrar nenhum caso da doença.

Entre as medidas descritas no documento estão a paralisação das aulas nas escolas da rede municipal de ensino; a suspensão das atividades no Bosque Rodrigues Alves, museus de Belém e no Cine Olympia; recomendações e orientações para evitar aglomerações em locais como shoppings, cinemas, bares e restaurantes; a higienização dos ônibus ao fim de cada viagem.

“Vamos adotar medidas protetivas com o decreto municipal e ampliar a proteção no que achamos essencial, de acordo com orientações nacionais. Algumas dessas medidas não são determinações, mas recomendação”, destacou o prefeito.

No caso da paralisação nas aulas municipais durante o período de 15 dias, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) vai preparar kits com as merendas para os alunos, que será entregue as famílias. Com relação aos servidores, Zenaldo explicou que funcionários públicos municipais com idade a partir de 65 anos serão dispensados dos serviços e servidores da área da saúde terão férias e licenças suspensas. 

Auxílio - A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) vai auxiliar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Aeroporto Internacional de Belém orientando os passageiros que chegam à Belém de locais como China, Europa e Irã, para que eles se submetam a isolamento voluntário de sete dias nos casos assintomáticos, em casos sintomáticos o isolamento será de 14 dias. Outras proibições que constarão no decreto será a suspensão de eventos nacionais na cidade e o desembarque de passageiros de cruzeiros.
Suporte – Durante a coletiva, Zenaldo anunciou que foi oferecido ao Ministério da Saúde para que o Hospital Dom Zico, no bairro do Marco, seja a unidade de referência para os pacientes com coronavírus na capital. O hospital possui 60 leitos, sendo 9 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).       

“A rede pública de saúde estará disponível. Deve procurar as UPAS e Pronto Socorro quem tiver com sintomas mais graves. O hospital Dom Zico será referência na capital, não é para o paciente ir direto para o local, ele será encaminhado pelas nossas unidades. Estamos vendo se habilitamos o hospital junto ao Ministério da Saúde“, anunciou Zenaldo.

Além de dessas medidas, será criado um comitê com diversos órgãos municipais que irão acompanhar de perto a situação da doença na capital.


Texto:
Victor Miranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial