Obras do porto do Açaí entram na reta final - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Obras do porto do Açaí entram na reta final

O porto do Açaí, localizado no cruzamento das avenidas Fernando Guilhon e Bernardo Sayão, em frente ao Complexo de Abastecimento do Jurunas,  em breve será um entreposto comercial melhor estruturado após a obra de construção do novo espaço. O porto é o único que funciona 24 horas em Belém e é dele que centenas de famílias tiram o sustento com a comercialização da produção de açaí trazida das ilhas de Belém e alguns municípios próximos.

Os ribeirinhos e comerciantes que atravessam das ilhas com o produto há muito tempo esperavam melhores condições no local e agora vão ganhar uma nova área de comercialização da rasas de açaí. Uma plataforma de 700 metros quadrados foi construída sobre o rio, expandindo a área da feira.

Os feirantes, que há anos trabalham no local, vão ganhar 26 novos boxes padronizados de alvenaria com instalações elétricas e hidráulicas.

Um novo trapiche em concreto também foi construído e um prédio administrativo. O espaço ganhará, ainda, praça de alimentação, área para carga e descarga e banheiros.

De acordo com o diretor de Obras Civis da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb), Reinaldo Leite, a obra no porto do Açaí está na reta final, com cerca de 90% das etapas concluídas, faltando apenas a instalação da cobertura.

"Uma cobertura completamente nova será instalada sobre uma estrutura de ferro, que está em fase de conclusão para receber telhas termoacústicas. Também falta concluir acabamentos e pintura nos boxes e do prédio administrativo", ressalta o diretor de obras.

Reinaldo Leite destaca que o novo porto  terá a capacidade atual duplicada, com a construção da plataforma de comercialização dos produtos que chegam nas embarcações. “A intenção do projeto foi aumentar a capacidade de atendimento para quem trabalha no porto, dando melhores condições de atender à grande demanda do local”, explica o engenheiro.

Comércio – De acordo com dados da Secretaria Municipal de Economia (Secon), o porto do Açaí é um entreposto de grande comercialização do fruto. Anualmente, cerca de 16 milhões de toneladas de açaí in natura que desembarcam de diversas localidades são comercializadas no entreposto.

O espaço conta hoje com 49 permissionários que atuam em 26 barracas e na área aberta do porto, comercializando hortigranjeiro, açaí in natura, farinha, industrializados, lanches, refeições e outros produtos. Além deles, os ribeirinhos, que trazem produtos de outras localidades, também vendem na área livre.

Texto:
Jaqueline Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial