Turismo registra recorde no cadastro de agências para receber chineses - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sábado, 21 de dezembro de 2019

Turismo registra recorde no cadastro de agências para receber chineses

Ação realizada pelo MTur atende exigência do país asiático. Busca de viajantes da China pelo Brasil registra alta expressiva
O Ministério do Turismo divulgou nesta sexta-feira (20), no Diário Oficial da União, a lista com as 296 agências e receptivos de turismo brasileiros aptos a receber turistas chineses no ano que vem. Trata-se de um número cinco vezes maior que o registrado em 2018 (59). A ação, realizada anualmente pela Pasta, atende a uma exigência do governo chinês, de que empresas brasileiras tenham autorização para receber turistas daquele país.

É da China o título de maior emissor de visitantes a outros países - 135 milhões por ano -, bem como o de nação cujos cidadãos mais gastam com viagens: cerca de US$ 250 bilhões. A iniciativa do MTur representa mais uma ação com o intuito de reforçar a atração desses viajantes ao território brasileiro. Tanto que, em outubro, o presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou o fim da exigência de visto para turistas chineses, ainda sem data para entrar em vigor.

Mesmo assim, números do grupo Amadeus, uma das maiores empresas de tecnologia e viagens do mundo, apontam crescimento na busca de chineses pelo Brasil. Neste ano, somente até outubro, a procura aumentou 26% em relação ao mesmo período de 2018.

“Estou muito feliz com esse aumento do interesse dos prestadores de serviço brasileiros em atender este público tão importante para o turismo mundial. Esse aumento só mostra que governo e inciativa privada caminham juntos e partilham do mesmo interesse. Estou confiante de que teremos excelentes resultados na atração de turistas chineses”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

DESTINOS - Segundo o grupo Amadeus, os destinos brasileiros mais buscados pelos turistas chineses foram Fortaleza (75%), São Paulo (60%), Porto Alegre (45%) e Rio de Janeiro (40%). Também houve crescimento de 31% nas reservas de viajantes do país asiático de janeiro a outubro de 2019, em relação ao registrado no mesmo período do ano passado.

Edição: André Martins
Por Lívia Nascimento
Crédito: Roberto Castro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial