Empregos no turismo avançam quase 330% em 12 meses - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Empregos no turismo avançam quase 330% em 12 meses

Alta temporada na praia do Morro, em Guarapari (ES)
Em crescente ascensão, setor foi responsável pela abertura de mais de 24 mil postos de trabalho formais entre outubro deste ano e o mesmo mês de 2018
A sequência de notícias que evidenciam a contribuição do turismo à economia brasileira acaba de ganhar um novo capítulo. O número de empregos formais criados pelo setor nos últimos 12 meses encerrados em outubro aumentou 329,9% na comparação com o mesmo período de 2018. É o que indicam dados divulgados nesta sexta-feira (20) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a partir da análise do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). (ACESSE AQUI O ESTUDO)

No total, houve a abertura de 24.902 vagas de trabalho, especialmente no segmento de hospedagem e alimentação (+163,1%). Os números também revelam um avanço de 271,5% no nível de empregabilidade do turismo de janeiro a outubro deste ano. Foi registrada a oferta de 15.563 postos, contra os 4.189 gerados nos mesmos 10 meses de 2018. O saldo também se mostra positivo em relação a setembro deste ano, com a criação de 1.630 empregos (+0,06%).

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, avalia que medidas organizadas pelo governo Jair Bolsonaro para impulsionar o setor ajudam a explicar os resultados. “Vivemos um momento inédito no turismo nacional, com a melhoria do ambiente de negócios e o incentivo a novos investimentos. Tivemos em 2019 o melhor ano do turismo desde 2003, e o empenho do governo Bolsonaro por melhorias na área certamente vai consolidar o mercado de viagens como uma das principais ferramentas de desenvolvimento do país”, aposta o ministro.

No mês de outubro deste ano, a geração de empregos foi mais forte na região Sul, principalmente em Santa Catarina. O Norte também criou novos postos, graças ao desempenho do Pará e do Amazonas. Já o Sudeste foi impactado negativamente por Rio de Janeiro e Espírito Santo, enquanto houve expansão em São Paulo e Minas Gerais. Já o Centro-Oeste apresentou superávit, e no Nordeste, dos nove estados, somente Piauí e Paraíba registraram saldo positivo

Conforme o estudo da CNC, o turismo responde por 7,6% do total de empregos com carteira assinada no Brasil (39.178.133). Destaque novamente para as atividades de hospedagem e alimentação (1,9 milhão), seguidas do transporte de passageiros (833,2 mil).

OTIMISMO - Um levantamento de outubro do Ministério do Turismo revela expectativas positivas de empresários da hotelaria do país quanto à criação e à manutenção de empregos nos próximos seis meses. Segundo a pesquisa, 25,7% dos consultados esperam abrir novas vagas, e 57,5% pretendem preservar o número de funcionários.

Dados da própria CNC corroboram o otimismo de empreendedores do turismo: o setor faturou R$ 20,3 bilhões em outubro deste ano, resultado 8,4% superior ao registrado em setembro e 8,1% maior do que o verificado em outubro de 2018. Ainda de acordo com a entidade, os ganhos do segmento somaram R$ 136,7 bilhões nos primeiros sete meses de 2019, o maior resultado em quatro anos.

Edição: Cecília Melo 
Por André Martins
Crédito: Vitor Jubini/MTur Destinos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial