Os Promesseiros de Tucuruí no Círio de Nazaré - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Os Promesseiros de Tucuruí no Círio de Nazaré


O município de Tucuruí, no sudeste do Pará, é um lugar atípico, cuja rotina ainda guarda lembranças de momentos de muita violência, ocorridas em meados de 2017. Mas, no último final de semana, um novo capítulo foi redesenhado nesse cenário de divergências políticas e ideológicas. Durante o Círio de Nazaré, a cidade vivenciou muita paz, harmonia e buscas espirituais, que reuniu quase 60 mil pessoas em uma mesma caminhada, durante o Círio das Águas e a Procissão das Velas, no sábado e a grande procissão nazarena, no segundo domingo do mês de outubro.

Alguns dos momentos mais emocionantes da manifestação católica foram as homenagens e pagamento de promessas. Alguns agradeceram bênçãos já alcançadas, outros pediram a cura para doenças graves, como o câncer e outros simplesmente buscaram, no sacrifício e devoção, um caminho de luz para todos.

A mais emocionante de todas as promessas foi paga pelo jovem Fábio Júnior, que percorreu de joelhos os 6,4km do trajeto do Círio. O sacrifício feito por ele, amparado pela família, principalmente pela mãe que carregava uma casa simbólica na cabeça, começou às 7 horas da manhã, com a saída da imagem da Igreja da Conceição e só terminou às 14h30, mais de três horas depois da chegada da Berlinda ao seu destino, a Igreja de Nossa Senhora de Nazaré.

Fábio, que surpreendeu até os padres, justificou a decisão para pagar várias promessas, entre as quais por entender que há necessidade de se propagar mais o amor e união entre os cristãos. Ao ser perguntado a razão de estar de joelhos no Círio, respondeu: "Estou por amor à Jesus".

Esta foi a primeira vez que um tucuruiense pagou promessa com tanto sacrifício e sem agradecer por uma benção pessoal, mas pelo bem da coletividade. Outra homenagem emocionante foi prestada pelo devoto Renildo Costa da Silva. Com um bebê de pouco mais de um mês no ombro, estava com toda a família no Círio, para agradecer o milagre maior, a vida.
“Depois de quatro anos chegou essa menina linda e maravilhosa. Aí a gente organizou para vir toda a família para pagar a promessa para Nossa Senhora dar tudo de bom pra ela, não deixar faltar nada na vida dela, dar muita saúde”, afirmou o pai.
Outro pai que prestou homenagens à padroeira dos paraenses foi o soldador Denis Souza, de 35 anos, que levou sua filha Maria Delane Souza, de 9 anos de idade, para presenciar os momentos de fé e devoção à imagem de Nossa Senhora. Denis levou a filha ao Círio pois a menina já é coroinha de uma paróquia local e explicou que o Brasil precisa de orações.

“Todos os anos a gente vem. Hoje vivemos dias de crise em nosso país. É importante vir rezar pela intercessão dela”. Explicou o promesseiro, que elogiou a iniciativa da Prefeitura de Tucuruí em apoiar a realização desta 37ª edição do Círio de Tucuruí, único município do Pará que, além da capital Belém, realiza a procissão mariana no mesmo domingo.

A família de Zilda Viana Ferreira se reuniu toda na frente da casa para rezar pela saúde dela, que está com câncer em estágio bastante avançado. Os familiares explicaram que acreditam na interseção de Nossa Senhora de Nazaré e como os médicos já desenganaram a vida dela, agora creem que a oração é uma forma de ajudá-la a recuperar a saúde.

 Foi pensando em pessoas como Zilda que a Prefeitura este ano reforçou a campanha de divulgação do Outubro Rosa, com o slogan Círio de Nazaré, em Tucuruí, Todos Juntos Contra o Câncer. A conscientização foi divulgada no leque usado pelos fiéis tradicionalmente durante o Círio. Cinco mil exemplares foram distribuídos, juntamente com cerca de 15 mil de copos de água, para amenizar a sede dos romeiros. 

Por: Benigna Soares e Sandoval Júnior – Amazon Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial