Museu do Círio apresenta sabores da tradicional festa religiosa paraense - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Museu do Círio apresenta sabores da tradicional festa religiosa paraense

No Pará é Círio o ano inteiro. A grande festa paraense acontece em vários municípios e comunidades pelo Estado e se distribui pelo calendário, promovendo arraiais, culinária, procissões e diversas artes. O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e seu Museu do Círio, celebra um dos mais importantes eventos culturais paraenses, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, promovendo nesta sexta-feira (11), de 12 às 15h, em seu Hall de entrada, o projeto 'Partilha do Círio'.

A atividade contará com a apresentação dos ingredientes da maniçoba, seguida de uma ação educativa sobre o prato e suas técnicas. Posteriormente será promovida uma degustação no saguão da portaria do Museu do Círio, propiciando um momento de experimentação e troca entre os visitantes, técnicos e pesquisadores do espaço.

De acordo com Anselmo Paes, diretor interino do Museu do Círio, a ação ocorre desde 2015 e vem sendo aperfeiçoada ao longo dos anos. "O projeto 'Partilha do Círio' está sendo ampliado - já que em anos anteriores incluía apenas a degustação - com um viés de pesquisa e reflexão. No primeiro momento dessa partilha teremos a presença da direção do Museu do Círio, pesquisadores, instituições de ensino privado que possam vir nos visitar e conversar conosco a respeito de alguns sentidos relacionados à identidade regional, a partir da perspectiva do almoço do Círio", destaca.

A novidade deste ano é o pato no tucupi em formato de bolinhos, cujo recheio é de pato com jambu e a massa é feita de farinha de trigo e tucupi, empanado em farinha d'água, mais um alimento comum na mesa do paraense.

"Trouxemos essa receita no intuito de diversificar o modo de preparo do prato tradicional e ao mesmo tempo simplificar de forma harmoniosa ao paladar o nosso prato típico. Tornando-o de fácil acesso, simples de ser degustado e fácil de ser produzido", explica Silvana Almeida, doutora em Ciência e Tecnologia de Alimentos e coordenadora do curso de Gastronomia da Esmac, instituição parceira neste ano do Museu do Círio. "A coordenação do curso de Gastronomia acredita que a aproximação de museus e faculdades é necessária para resgatar a culinária dos povos tradicionais, estimular os alunos de Gastronomia a produzirem receitas regionais e estudarem nossa cultura alimentar", ressalta Silvana Almeida.

Partilha de palavras e saberes - O jardim da Casa das Onze Janelas recebe, na sexta-feira (18), uma mesa redonda que vai desenvolver diálogos e reflexões sobre a cultura alimentar paraense e amazônica. O espaço será palco das discussões sobre a alimentação como patrimônio imaterial, reflexão essa que inclui o Museu do Círio como espaço de referência de pesquisa sobre o Círio de Nossa Senhora de Nazaré e seus aspectos de comensalidade e trocas, materializado no almoço do Círio. A mesa se dispõe discutir o potencial do almoço do Círio como lugar de debates e construções sobre a identidade e a cultura culinária paraense e amazônica.

O projeto se apresenta consolidando ações que têm sido pensadas na última década por pesquisadores e técnicos do Museu do Círio e propondo novos caminhos, integrando os esforços de forma a permitir ações que englobem o acervo do Museu, seus arquivos e memórias e sua atuação dentro e fora de seus próprios muros.

Serviço:

O projeto Partilha do Círio, é uma realização do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e o Museu do Círio, e será realizada nesta sexta-feira, 11, no Hall de entrada do Museu do Círio, na rua Padre Champagnat, s/n - Cidade Velha, de 12 às 15h, como parte da programação da Secult em homenagem ao Círio de Nazaré. A entrada é franca.
Por:Ag.Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial