Turismo em Manaus espera bons índices para o segundo semestre - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Turismo em Manaus espera bons índices para o segundo semestre

Na avaliação de 43,5% dos entrevistados, o número de hospedagens em junho de 2019 foi superior ao mês de maio | 
Pesquisa realizada pela Fecomércio aponta que 60% dos turistas estrangeiros afirmam que a viagem à Manaus atendeu as expectativas
Gerentes e empresários ligados ao

turismo na Região Metropolitana de Manaus esperam bons resultados para o setor no segundo semestre de 2019. É o que revela a pesquisa da Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomércio-AM), realizada em junho desse ano com 90 gerentes e empresários de turismo e 385 turistas brasileiros e estrangeiros. 

Na pesquisa, 95,5% dos gerentes e empresários de turismo relataram que a ocupação de hotéis será muito boa na segunda metade do ano. Na avaliação de 43,5% dos entrevistados, o número de hospedagens em junho de 2019 foi superior ao mês de maio. O turismo executivo permanece como o responsável pelo maior faturamento do setor turístico da região. 

O levantamento também revelou que 60% dos turistas estrangeiros consideram que a viagem à Manaus atendeu as expectativas; 79% afirmaram que provavelmente recomendarão Manaus como rota turística.

Otimismo 

Para o presidente da Fecomércio, Aderson Frota, os resultados são positivos no atual cenário econômico. 'Estamos atravessando uma crise muito aguda. Qualquer resultado que nos dê a noção que estamos recuperando a economia é altamente positivo. O turismo não é só um dos nossos esteios, mas uma das fortes motivações econômicas do Amazonas", afirmou o representante.

Frota destaca a força do turismo externo, mas reforça a necessidade de estimular o turismo interno para alavancar o segmento em Manaus.  "Mesmo nos momentos mais difíceis, é o turismo externo que tem nos favorecidos. Recebemos pessoas dos EUA, da Europa, que vêm conhecer as belezas da região. Mas precisamos recuperar aquele turismo que tínhamos no começo da Zona Franca, quando os brasileiros vinham a Manaus fazer compras, conhecer a região, saber as novidades", avalia o presidente.

"Temos a nosso favor nossas belezas naturais, a representatividade do Amazonas. Precisamos vender a região como produto atraente para o turismo", completa Frota.

Falta de estrutura e investimento são entraves

Para os agentes ligados ao turismo na cidade, a falta de infraestrutura do município, melhor divulgação no Brasil e exterior, ausência de eventos culturais e empresariais, infraestrutura aeroportuária e falta de incentivos fiscais são as maiores dificuldades para alavancar o setor turístico de Manaus.

O gerente do Local Hostel, Matheus Andrade, concorda que chegar até Manaus é um grande empecilho para os viajantes. "É muito caro vir para Manaus, a malha viária ruim, tanto pra chegar quanto para sair. Isso inviabiliza as pessoas virem aqui", diz Andrade. Na experiência do gerente, os turistas também reclamam da falta de limpeza e infraestrutura do município.

Na pesquisa da Fecomércio, as maiores insatisfações entre os turistas brasileiros são com a  limpeza pública, segurança e asfaltamento; já para os turistas estrangeiros, os pontos baixos de Manaus são o transporte público, o asfaltamento e o serviço de táxi.

Na visão de Andrade, uma estratégia para estimular o turismo seria investir na permanência dos viajantes na cidade. "Às vezes os hóspedes ficam só dois dias em Manaus e nos outros quatro vão para a selva. Não acreditam que Manaus tenha outras coisas para fazer. O ideal seria investir em ações para que ele permaneça na cidade. Se já tem uma pessoa com interesse para vir a Manaus, é mais fácil influenciá-la a ficar mais dias do que convencer alguém que já veio a retornar", pondera.

Perfil dos turistas

A pesquisa da Fecomércio revela o perfil de quem visita Manaus. Entre os turistas nacionais, a maioria vem da região Sudeste (42,4%), seguida pelo Norte (24,7%) e Nordeste (14,6%). Mais da metade são do sexo feminino (65,3%) e chegaram na cidade por meio aéreo (80,8%). Em média, os turistas brasileiros pretendem gastar em Manaus entre R$ 2,4 mil e R$ 3 mil. Aeroporto, gastronomia e a hospitalidade manauara são os destaques na avaliação deles. 62,6% responderam que certamente voltariam a Manaus em outra oportunidade.

Já entre os turistas estrangeiros, 45,4% deles vêm da Europa, enquanto 33,9% vêm da América do Norte. A maioria também é do sexo feminino ( 57,1%). Todos eles chegaram a Manaus por transporte aéreo e pretendem gastar, em média, até U$ 250 em atividades pela cidade.  Gastronomia, aeroporto, telecomunicações, preços e diversão noturna são os aspectos favoritos do turista estrangeiro. E 70% dos entrevistados responderam que provavelmente voltariam à Manaus.

Outro dado interessante é que tanto os turistas brasileiros quanto os estrangeiros preferem visitar a capital amazonense durante a baixa temporada. Fauna, flora e folclore são os maiores atrativos para os visitantes brasileiros, enquanto esporte e aventura atraem mais turistas estrangeiros.

Amazonastur

Em entrevista recente ao PORTAL EM TEMPO, a presidente da Amazonastur, Roselene de Medeiros, apresentou dados sobre o desempenho turístico do Amazonas. Segundo a presidente, só nos primeiros cinco meses de 2019, mais de 280 mil turistas visitaram o Estado. Isso representa um crescimento de 3% em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa é que o volume de turistas seja de 629 mil até o fim do ano. 
Por:VALDENIZA VASQUES Emtempo
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial