Incêndio destrói floresta e provoca riscos à moradores de Alter do Chão no Pará - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

domingo, 15 de setembro de 2019

Incêndio destrói floresta e provoca riscos à moradores de Alter do Chão no Pará

O Corpo de Bombeiros, em parceria com o Comando Militar do Norte, do Exército Brasileiro, atua no controle ao incêndio que atingiu uma área de mata conhecida como Capadócia, que fica entre a localidade de Ponta de Pedras e a vila de Alter do Chão, em Santarém, no oeste do Estado. As chamas começaram no sábado (14) e avançaram para a rodovia Everaldo Martins.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para a área. Militares que estavam de folga foram acionados para ajudar no trabalho. A ação ao longo do ramal tem como objetivo evitar que o fogo se propague para a comunidade de Ponta de Pedras. O problema maior é o clima seco, já que não chove na região há bastante tempo.
O trabalho é monitorado também por equipes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).
O governador Helder Barbalho solicitou à Polícia Civil que abra inquérito para investigar as causas do incêndio.
Fonte:Ag.Pará


Um incêndio que iniciou nas primeiras horas deste domingo, 15, deixou um rastro de destruição, em uma área de mata nativa, em frente à Vila Balneária de Alter do Chão, distante 37 quilômetros de Santarém, oeste do Pará. 
De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas se expandiram rapidamente na Área de Preservação Ambiental (APA / Alter do Chão) atingindo outros vilarejos próximos ao local, como Ponta de Pedras. 
Para atuar nos serviços de contenção das chamas, o comando do Corpo de Bombeiros colocou em atividade tanto os militares que estavam de plantão quanto os que estavam de folga. Brigadistas de Alter do Chão, além de servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Santarém (SEMMA) também trabalham na contenção das chamas, nas matas de Alter do Chão. 
O calor e a fumaça acumulada na selva fechada tornam o trabalho de contenção das chamas, sufocante. O Corpo de Bombeiros informou que as causas do incêndio ainda são desconhecidas. 


ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL 


Criada pelo Decreto Lei Nº 17.771 de 02 de Julho de 2003, a APA / Alter do Chão, compreende uma área de 16.180 hectares. A Área de Proteção tem por objetivo ordenar a ocupação das terras de modo a promover a proteção da diversidade biológica, dos recursos hídricos, do patrimônio natural, com vistas a assegurar o caráter sustentável da ação antrópica na região.

Um comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial