Semana do Brasil pretende movimentar economia e fortalecer patriotismo - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Semana do Brasil pretende movimentar economia e fortalecer patriotismo

Iniciativa vai reunir centenas de associações do varejo, turismo, comércio e serviços para ações promocionais ao consumidor valorizando o produto brasileiro
Uma semana emblemática para movimentar a economia, estimular o turismo interno e fortalecer o patriotismo. Esse é o objetivo da campanha Semana do Brasil, idealizada pelo governo federal, que teve mais um encontro nesta semana em São Paulo para mobilizar diversos segmentos do comércio, varejo e serviços a se engajarem e aderirem ao movimento.

Mais de 100 associações comerciais, além de representantes do governo federal e empresários estiveram reunidos na capital paulista para apresentarem ações promocionais em produtos e serviços a preços especiais ao consumidor. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), por exemplo, farão um selo comemorativo à Semana do Brasil; a Nike, uma camiseta oficial com a marca da campanha; e o Sebrae/SP, ações voltadas a todas micro e pequenas empresas do estado e de outras regiões do país.

Representando o Ministério do Turismo, parceiro da iniciativa, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Robson Napier, ressaltou que a campanha contribuirá para alavancar o turismo interno com opções atrativas em diversos serviços turísticos como promoções em diárias de hotéis, passagens aéreas, pacotes de viagens, restaurantes, dentre outras ações. “Estamos muito honrados em participar de uma campanha inédita como essa, incluindo o turismo em um projeto fundamental para fortalecer nossa economia”, destacou o secretário.

Em um movimento integrado do poder público com a iniciativa privada, a campanha, que será realizada de 6 a 15 de setembro, pretende se tornar uma data comemorativa fixa no calendário nacional a partir deste ano. Presente na reunião em São Paulo, o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wanjgarten, explicou que as formas de engajamento desta primeira edição serão definidas pelas entidades que apoiam a campanha e o governo federal está à disposição no intuito de obter a maior adesão possível para que todos invistam no Brasil.

“O presidente Bolsonaro quer um momento de valorização do Brasil, de resgate do patriotismo do cidadão, com o maior número de entidades participando do movimento. De um lado, o governo federal vai apoiar a realização e a divulgação da Semana do Brasil e do outro, a iniciativa privada aproveita o momento para estimular o mercado e atrair consumidores durante o período com promoções especiais, descontos exclusivos, produtos e serviços temáticos, ambientação de espaços físicos e virtuais e muito mais”, complementou Wanjgarten.

Organizado pelo Instituto de Desenvolvimento para o Varejo (IDV), o encontro contou também com a participação do presidente do Instituto, Marcello Silva. “O principal objetivo é que a campanha fique na tradição do comércio e da nação para celebrar o Brasil. Esta é uma ação totalmente suprapartidária que trará benefícios para a economia do país como um todo”, disse o presidente do IDV no encerramento da reunião.

VALORIZAÇÃO – Mais que uma “Black Friday brasileira”, a campanha quer resgatar o sentimento de patriotismo no cidadão, a partir de um movimento integrado entre o poder público e a iniciativa privada. A iniciativa foi inspirada no varejo de outros países, que costuma realizar promoções em feriados nacionais históricos. O objetivo principal é gerar uma mobilização nacional e criar uma percepção de união na sociedade.

Edição: Rafael Brais 
Por Cecília Melo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial