Arraial de Todo o Pará segue com programação junina até domingo - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Arraial de Todo o Pará segue com programação junina até domingo

Apresentação de quadrilhas, folguedos juninos, grupos regionais e shows variados fazem parte da programação do Arraial de Todo o Pará, que ocorre na sede da Fundação Cultural do Pará (FCP/Centur) até o próximo domingo (30). Com início no último dia 15, as atividades iniciam sempre às 19h e incluem também o Concurso Estadual de Quadrilhas, um dos eventos populares mais aguardados do calendário festivo do Estado. Nesta quinta-feira (27), cerca de 4 mil pessoas aproveitaram para curtir o São João no Centur. A entrada é franca.
Cem quadrilhas juninas estão inscritas na XVI edição do concurso, divididas nas modalidades adulta e mirim. Elas se apresentam na arena montada na Praça do Povo, o principal salão aberto do prédio. Além dos grupos, mais 70 números artísticos – como cortejos de boi-bumbá e de máscara, cordões e grupos de pássaros, grupos de carimbó e parafolclóricos – e vários shows dançantes, integram a grade em performances na Praça do Artista e no Teatro Margarida Schivasappa.

A mato-grossense Rozemilde Castro de Oliveira chegou nesta quinta a Belém e já foi conferir a programação no Centur. Residente da Chapada dos Guimarães, não é a primeira vez dela na capital paraense, mas é a estreia na programação junina do Centur. "Eu vim ver essa maravilha que vocês fazem. Eu amo São João, vim para passear e aproveitei pra conhecer. Achei muito bonita, eles são muito bem preparados", afirmou.

Já a paraense Diana Pompeu já é público cativo do Arraial de Todo do Pará. "Sempre que posso, participo e trago a família", diz. A empreendedora, que trabalha com açaí, trouxe a nora Alexiane e o neto João, de apenas 1 ano e meio, para participar da festa. "Acho importante porque valoriza não só a nossa cultura, do Pará, mas do Brasil. Adorei as quadrilhas de hoje e já tenho duas favoritas", admite. Para completar a folia junina, tem feirinha de artesanato e de iguarias típicas para experimentar delícias da temporada e da região.

Concurso de quadrilha – A primeira quadrilha a se apresentar nesta quinta foi da Cidade Nova 5, de Ananindeua, Sabor Marajoara. Presidido por Marcos de Jesus, o grupo é formado por 37 brincantes, mas conta com 60 pessoas envolvidas. Há três anos disputando uma vaga entre as três primeiras melhores quadrilhas do Estado, a expectativa é a melhor para 2019.

"Já ficamos em 11º lugar, mas queremos o primeiro. Nosso diferencial, com certeza, é que somos uma quadrilha bailada, moderna, mas tradicional, baseada em grandes bailes de máscaras da Europa. Não tem quadrilha que faça isso", ressalta. Marcos afirma além do figurino e da dança, o sentimento de integração e valorização da cultura junina é fator determinante para a dedicação do grupo.

"Chega novembro, quando se começa a ensaiar, algo atrai a gente para isso, para a cultura. Algo que não se explica, porque eu vou ser sincero, tenho tanta coisa para fazer, às vezes dá vontade de não participar, mas o sentimento é maior, é prazeroso demais participar", conta o empresário e administrador.

Organização – Elene Pinheiro é da coordenação do Concurso de Quadrilha. Técnica em gestão cultural na área de dança da FCP, ela conta que, a cada ano, existe uma dedicação ainda maior dos participantes na preparação para a disputa. "Eles vêm para ganhar o título. São ricos em relação a figurino, coreografia. Já temos algumas favoritas, quadrilhas grandes que trazem grande público. E tem algumas do interior que prometem ficar entre as 10 primeiras", revela.

Sete grupos se apresentaram na noite desta quinta. Além da premiação das quadrilhas adultas – R$ 4 mil para o primeiro, segundo e terceiro lugar, há a premiação das quadrilhas mirins – R$ 2 mil para os três primeiros colocados, e para as três melhores misses caipira, mulata, simpatia, nas duas categorias. Também é premiada na categoria adulta a três mais belas misses Mix. A premiação das misses é de R$ 1,5 mil para a primeira colocada, R$ 1 mil para a segunda e R$ 500 para a terceira.

As apresentações do concurso seguem até esta sexta-feira (28). A apuração será feita no sábado e a divulgação dos vencedores no domingo, último dia do Arraial. Para o diretor de Interação Cultural do Centur e coordenador do Arraial, Almir Santos, um ponto importante a destacar é a participação do interior, com 57 municípios representados.

"Começamos a ver os sonhos, a luta desses grupos. Percebemos, na estrutura cênica, no traje, a dedicação, e ficamos imaginando o desafio de muitos deles de estarem aqui, vindos de municípios carentes, muitas vezes sem apoio. É um grande momento deles expressarem aquilo que eles têm de melhor dentro da comunidade deles. Cada quadrilha traz uma história, um enredo muitas vezes nacional, mas tem a pitada da regionalidade", analisa Almir.

Segundo o coordenador do evento, a média de público participante diária é de 13 mil pessoas, com a expectativa de fechar a programação no domingo com a passagem de 100 mil pessoas pelo espaço. Almir lembra que, além do concurso, há ainda atrações culturais interessantes para o visitante. "Temos os folguedos, que também vem ocorrendo no teatro Margarida Schivasappa, temos os bois, o carimbó", conclui.

Na noite desta quinta, se apresentaram, além do grupo Sabor Marajoara, os Roceiros da Juventude, de Marituba; a Fusão Junina, de Vigia; a Estrela de São João, de Salinópolis; o Grupo Junino Tradição, de Mocajuba; e a Sensação Cabra da Peste, de Ananindeua.

Serviço – A programação do Arraial de Todo o Pará ocorre até o próximo domingo (30), no Centur, com entrada franca e atrações sempre a partir das 19h.

Por Natália Mello (SECOM)
Postado por Cleiton Palmeira/Diretor de Expansão no Pará


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial