Membros do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio PA tomam posse em Belém - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Membros do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio PA tomam posse em Belém


No dia 6 de maio, no Centro de Cultura e Turismo Sesc Ver-o-Peso, em Belém, o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur-PA) da Fecomércio Pará deu posse a seus membros. A cerimônia contou com apresentação da Orquestra Jovem Sesc Casa da Música, e a mesa de abertura foi composta pelo presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/PA, Sebastião Campos; pelo presidente do Sindilojas Belém e coordenador do Cetur-PA, Joy Colares; e pelo diretor da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA). Participaram do evento convidados, empresários e representantes de outros entidades do setor. 

"Nós temos a satisfação e o orgulho de assumir o protagonismo do Turismo em nosso estado e não vamos medir esforços para que possamos ajudar a desenvolver essa importante atividade. Cumpre ressaltar que este conselho é composto especificamente por empresários do setor, diferentemente dos conselhos que existem e que, em grande parte, são conselhos que têm influência dos poderes públicos. Já os conselhos empresariais possuem maior autonomia e podem desenvolver um trabalho mais eficiente, uma vez que são formados por entidades realmente interessadas no desenvolvimento do segmento", pontuou Sebastião Campos.

O presidente do Sindilojas Belém e coordenador do Cetur-PA, Joy Colares, exibiu um vídeo com informações do segmento turístico e com a composição do Cetur-PA. "Nossa missão é fomentar o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do turismo em nosso estado. Nossa bandeira principal é fazer com que o Turismo seja reconhecido como uma atividade econômica fundamental para o Pará", explicou Colares.

Já Alexandre Sampaio pontuou a necessidade de estabelecer uma sistemática de atuação integrada da iniciativa privada. "É importante que o empresariado esteja em uma posição uníssona, que discuta suas demandas, suas necessidades, seus posicionamentos e o melhor caminho para realizar os processos de encaminhamento ao poder público, seja ele estadual ou municipal. É fundamental que haja essa coesão e esse consenso do empresariado em todo o seu espectro de atuação no turismo brasileiro", disse. 

No dia 6 de maio, no Centro de Cultura e Turismo Sesc Ver-o-Peso, em Belém, o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur-PA) da Fecomércio Pará deu posse a seus membros. A cerimônia contou com apresentação da Orquestra Jovem Sesc Casa da Música, e a mesa de abertura foi composta pelo presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/PA, Sebastião Campos; pelo presidente do Sindilojas Belém e coordenador do Cetur-PA, Joy Colares; e pelo diretor da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA). Participaram do evento convidados, empresários e representantes de outros entidades do setor. 

"Nós temos a satisfação e o orgulho de assumir o protagonismo do Turismo em nosso estado e não vamos medir esforços para que possamos ajudar a desenvolver essa importante atividade. Cumpre ressaltar que este conselho é composto especificamente por empresários do setor, diferentemente dos conselhos que existem e que, em grande parte, são conselhos que têm influência dos poderes públicos. Já os conselhos empresariais possuem maior autonomia e podem desenvolver um trabalho mais eficiente, uma vez que são formados por entidades realmente interessadas no desenvolvimento do segmento", pontuou Sebastião Campos.

O presidente do Sindilojas Belém e coordenador do Cetur-PA, Joy Colares, exibiu um vídeo com informações do segmento turístico e com a composição do Cetur-PA. "Nossa missão é fomentar o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do turismo em nosso estado. Nossa bandeira principal é fazer com que o Turismo seja reconhecido como uma atividade econômica fundamental para o Pará", explicou Colares.

Já Alexandre Sampaio pontuou a necessidade de estabelecer uma sistemática de atuação integrada da iniciativa privada. "É importante que o empresariado esteja em uma posição uníssona, que discuta suas demandas, suas necessidades, seus posicionamentos e o melhor caminho para realizar os processos de encaminhamento ao poder público, seja ele estadual ou municipal. É fundamental que haja essa coesão e esse consenso do empresariado em todo o seu espectro de atuação no turismo brasileiro", disse. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial