Br 163 a rota da soja e do turismo na Amazônia - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Br 163 a rota da soja e do turismo na Amazônia


A BR 163, além de fortalecer a rota da soja, ao passar em Miritituba e Santarém, no Pará, estimula um corredor de turismo. A BR 163 hoje, faltando um pouco mais de 100 quilômetros para concluir o asfaltamento total, representa a integração da Amazônia com o restante do Brasil, quase 50 anos depois de a rodovia ter sido iniciada a construção.
Com a quase finalização do asfaltamento, a BR 163 melhora a condição da rota da soja do Mato Grosso ao Pará, através dos portos de Miritituba e Santarém. Mas mais do que a rota da soja, o turismo também passa a ser privilegiado, por um corredor que se estabelece, dando condição de pessoas do Mato Grosso e demais estados da Federação conhecerem a Amazônia.
A BR 163 hoje, além da rota da soja, serve como corredor de turismo na Amazônia, com ênfase para o estado do Pará, contemplando Santarém, Itaituba, Fordlândia e Belterra, por exemplo.
A BR 163 no Pará reforça a importância de Miritituba e Santarém, na condição logística, mas dá suporte ao incremento do turismo na Amazônia, beneficiando o estado do Pará (oeste do Pará), fortemente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial