A vida de superação da família Alves - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

terça-feira, 7 de maio de 2019

A vida de superação da família Alves

Gente borá continuar a história de vida, superação e inspiração do nazuca?
Não sabia que um dia eu poderia ser escritor...

Quando chegamos em Belém fomos morar na vila do Carmo que fica entre a travessa Curuzu e travessa do Chaco.
Nessa vila chegamos só com as roupas do corpo.
Para se ter ideia eu e meus irmãos assistíamos televisão na janela de nossa casa.
Essa janela ficava na frente da sala da vizinha onde tinha uma televisão.
Ficávamos todos espremidos nessa pequena é desconfortável janela para assistir uma série da época que passava todo dia.
 A série que passava era do Spctremam, eu adorava assistir todo final da tarde essa série.
Quando a vizinha fechava a janela era aquela choradeira das crianças.
Nessa casa quando fomos morar meu pai já tinha se operado da primeira cirurgia e voltou a andar com muitas dificuldade, ele voltou também a trabalhar porem com muitas dores na coluna.
Foi então que ele teve uma ideia de montar um pequena oficina de consertar eletrodoméstico.
Ele pegou um pedaço de chapa velha que ele achou na rua e escreveu com suas próprias mão. Conserta-se geladeira, ventilador, liquidificador, enceradeira.
Ele pendurou essa placa em frente de nossa humilde casa.
Ele colocou essa placa para arrumar um dinheiro extra para alimentar a sua numerosa família que por sinal só eram 10 moleques.
Logo começou aparecer uns serviços, na hora vaga quando ele chegava da Celpa ele conserta os eletrodoméstico 
e entrava uma grana para complementar a renda da família.
Nessa época para ele economizar o dinheiro do ônibus ele ia andando para a Celpa que ficava no final da antiga 1ª de Dezembro, hoje João Paulo ll.
Ele conta que depois de um tempo começou aparecer mais serviço e ele começou a ir de ônibus, depois começou aparecer mais serviço ainda é ele para ganha mais tempo, começou a ir de táxi.
Depois começou aparecer mais e mais serviço e ele pensou ir para o trabalho dele de avião kkkk
O objetivo dele era ganhar mais tempo ainda para arrumar mais dindin.
Então as coisas começaram a melhorar e meu pai comprou a nossa tão sonhado televisão.
Quanto alegria na quela humilde casa, quando meu pai e minha querida mãe apareceram com aquela linda televisão a vela. 
Meus Deus.... todo mundo na nossa casa ficou muito feliz com essa conquista de meus pais.
Digitando aqui no meu celular, lembrando de tantas dificuldades que nós já passarmos nessa vida, muitas vezes começo a chorar.
As lágrimas caiem na tela do meu celular limpo e recomeço a reescrever a nossa história.
Então não seria mais preciso eu e meus irmão ficar naquela janela desconfiável assistindo a nossa série favorita do spectraman.
Para nos foi uma grande conquista o meu meus comparem aquela televisão.
Então nessa casa como relatei na publicação anterior fui trabalhar com meus 12 anos juntos com meus irmãos mais velho vendo café, jornal, sacos plástico de embalar peixe, nos feiras livres e mercado de São Braz e Ver o Peso.
Lembro que eu adorava ir vender as minhas muambas no Ver-o-peso devido o peixe frito com açaí.
Maninho, quando dava da broca eu corria para as barracas de peixe frito com açaí e 
Mano, eu comia tanto que ficava com meu bucho parecendo a de um bacú.
Pensa em um pequeno papa Xibe! Eu era um desses.
Próximo a vila do Carmo onde morávamos tinha um açaizeiro onde eu comprava açaí .
Acho que o nome dele era seu Antônio, minha mãe mandava eu comprar açaí todo dia lá para a nossa família.
O açaí para mim foi amor à primeira vista.
Então um dia eu e meus irmão chamamos os meus pais e demos uma excelente ideia para ele.
Nos falamos para ele, pai porque o senhor não compra pra nos uma máquina de bater açaí.
O seu Antônio tem uma pequena venda de açaí e tem do bom e do melhor para viver.
Se o senhor comprar a máquina e alugar um ponto nos damos conta.
Dai não vamos mais passar por necessidade.
Então meu pai conversou com minha mãe a noite antes de dormir.
Papai falou para ela que seria uma boa ideia.
Ele muito preocupada falou, Manoel eles ainda são muito criança, eles não vão da conta.
Então papai falou pra ela, vamos sair dessa casa e alugar uma outra e na mesma casa agente coloca a máquina de bater açaí e vc vigia eles.
Quando der vc da uma ajudinha para eles até eu chegar da Celpa.
Então assim foi feito, meu pai comprou uma máquina de açaí top das galáxia.
Ficamos muito feliz, porque ia ter açaí todos os dias em nossas refeições.
Mudamos de casa com a ajudar do Drº Jurandir amigo e chefe dele na Celpa.
Papai falou para ele que iria se mudar de casa, foi quando ele deu a ideia para que ele procurarem alugar um casa próximo da Celpa.
Pois se ele fosse para um lugar muito distante seria perigoso para a família dele já que ele não teria tempo de reparar a sua família.
Ele procurou casa então no bairro de São Brás e achou uma casa na travessa Nina Ribeiro entre Cipriano Santos e Avenida Ceará.
Mudamos de bairro e casa e meu nos ensinou a bater açaí.
Trabalhamos batendo açaí por anos nesse mesmo endereço na casa onde passamos a morar.
Ele trouxe também sua pequena placa de divulgação da outra casa e pendurou na frente de nossa casa.
Então em um pequeno espaço de nossa casa ele montou a batedeira do açaí, e começamos a bater o nosso delicioso açaí. O negócio ia bem e ele resolveu comprar uma máquina de despelar frango.
Vendíamos frango abatido na hora e eu odiava vender frango abatido na hora.
O negócio fedido da porra.
Vendíamos fruta também, mas o que eu mais adorava fazer era bater o meu Pretinho.
Eu amava bater açaí, até porque dava uma grana legal e eu também tomava açaí toda hora.
Então na frente de nossa casa em outro espaço ele pendurou sua placa novamente e colocou o nome de oficina Salmo 23. 
O senhor é meu pastor e nada me faltará.
Faltou dinheiro, mas não faltou saúde e coragem para correr atrás dele.
Meus pais tem essa placa pendurada em sua casa onde mora hj em Igarape Açú.
Essa placa e uma relíquia para eles.
Vendemos açaí e consertamos eletrodoméstico por anos nessa casa, depôs conseguimos ampliar as lojas de assistência técnica, em seguida com o dinheiro do açaí montamos a empresa Refrigeração Salmo 23 na avenida Cipriano Santos no bairro de São Brás.
Fomos crescendo e ampliado o nosso negocio, montamos a filial da Salmo 23 no bairro da Batista campos e no bairro de Nazaré.
O negócios estavam indo bem e decidimos fechamos a venda do açaí.
Tivemos uma boa conversa com o meu pai e falamos para ele que não íamos mais trabalhar com açaí.
Ele ficou muito triste com essa nossa decisão.
Contra a vontade dele fechamos a venda do açaí 
Então veio o governo do Fernando Colo e ele fez aquele plano diabólico de confiscar o dinheiro dos brasileiros.
Depois desse plano diabólico nos fomos à falência no nossos negócios.
Tivemos que começar do zero novamente, meu pai nos chamou é disso meus filhos nós quebramos porque infelizmente vcs decidiram parar de vender açaí.
Nós vamos dar a volta por cima novamente, e vamos virar açaizeiros de novo, filhos enquanto eu tiver vida nunca mais vou para de vender açaí.
A promessa foi comprida até hj meus com 74 anos de idade nunca pararam de bater açaí.
Eles tem um loja de venda de açaí no município de Igarape-Açú que se chama Point do Açaí é claro né.
Depois de alguns anos fomos morar na antiga avenida 1º de Dezembro.
La abrimos a venda do açaí e levamos a plaquinha da refrigeração Salmo 23 para o novo endereço e começamos tudo de novo.
Nesse período já me encontrava aborreceste e dei um certo trabalho para meus pais.
Melhor pular essa parte da história e não publicar essa parte no livro.
comecei a trabalhar com refrigeração e rebobinagem de motores elétrico.
Começamos a prestar serviços para varias empresas.
Fiz varios curso no SENAI e depois fui prestar serviços para varias empresas em Belém.
Outro dia fiquei pensando....cara, sou muito virado!!!!
Aprendi a fazer varias coisas na vida. 
Fiz cursos no SENAI de eletricidade básica, comercial e prédios e me tornei eletrecista.
Fiz curso no SENAI de refrigeração básica, comercial e industrial, me tornei um técnico de refrigeração.
Fiz curso no SENAI de quadro de comandos elétrico e automação.
Fiz cursos no SENAI de rebobinagem de motores elétrico industriais, hj rebobino motores de qualquer capacidade em HP.
Fiz todos os cursos da grade do SEBRAE E SENAC e finalizei com o Empretec.
Eu, meu pai e meus irmãos montamos uma empresa que se chamava Refrigeracao Salmo 23 que funcionou por anos.
Depois que eu fiz esses cursos profissionalizantes fui prestar serviço para varias empresa durante uns 15 anos de minha vida.
Nós começamos a prestar serviços de refrigeração e manutenção para várias empresa como:
A rede de restaurantes do Spazzio Verde de dona Astride Nóbrega.
Na churrascaria Pavan climatizei toda a boate subterrânea, assim como a residência do seu Liro Pavan, cuidava de toda a refrigeração da churrascaria.
Trabalhei por anos cuidando das centrais de ar e câmaras frigoríficas da churrascaria Tucuruvi da BR e da Praça do Horto,
Fazia também a churrascaria Rodeio, restaurante Yamaga, restaurante Mistura Paulista.
Trabalhei por alguns anos no Hotel Sagres , onde passava o dia e a noite rebobinando os motores do sistema de refrigeração de todo o hotel.
Climatizei com meu irmão Joca todo os hotéis dos nossos amigos Durvalino e Sonia Lopes, eles são sócios proprietário do Hotel Panorama, Hotel Danúbio, Pousada Amarelinho e também fazia a manutenção de toda a lavandeira industrial dessa rede de hotel.
Eu quando quando jovem não sai da pousada amarelinho.
Quando eu entrava na pousada, Ninguém sabia se era pra eu fazer manutenção nos equipamento ou da uma zinha...
Fazia também a refrigeração do supermercado Amazonia na Almirante Barroso.
Esses eram os principais cliente da refrigeração Salmo 23.
Como trabalhei com todos esses empresários absorvi muitos conhecimentos com todos eles.
No ano de 2004 parei de trabalhar com refrigeração e fui ser batedor de açaí novamente, só que dessa vez na coragem de minha humilde casa.
Vou contar essa história no próximo capítulo
Por:Nazareno Alves
Point do Açai

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial