As Aventuras de Nazareno - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quarta-feira, 17 de abril de 2019

As Aventuras de Nazareno

Se vocês derem risada dessa parte da narrativa eu não vou publicar mais kkkk Desde essa época, meu pai nunca mais voltou para a aldeia dos índios Waikas.
Fazem aproximadamente, 50 anos que ele não tem contato com eles.
Após sairmos do hospital, fomos morar no quintal da casa do casal que nos acolheu quando chegamos em Caracaraí.
Esse casal já tinha 10 filhos e meus pais já tinham 8 filhos. Mesmo assim eles se propuseram a nos ajudar.
Meu pai fez uma pequena casa de palha no quintal deles e ali moramos por 3 anos.
Um dia fui brincar com uma lamparina e acabei botando fogo em nossa humilde casa de palha.
Eu tinha um pouco mais 3 anos de idade e como meus pais foram para a igreja, fui brincar de matar carapanãs com a lamparina, nessa brincadeira quase eu mato todos os meus irmãos.
Dona Delzarina mostra no vídeo onde a humilde casa de palha ficava o qual eu queimei.

Dona Delzarina mora até hoje no mesmo lugar que um dia nos acolheu.
Após esse incidente fomos morar na Ilha Grande que fica bem pertinho da cidade de Caracaraí.
Nessa ilha moramos por mais alguns anos, onde muitas vezes, meus pais faziam uma receita muito estranha para nos alimentar: ele cozinhava o bucho do boi até amolecer e depois acrescentava manga na panela até virar um grande sopão. Essa receita ficava com um gosto horrível, mas, era o que tínhamos para comer.
Na ilha grande moramos por mais alguns anos, depois o meu pai resolveu fazer uma outra casa em caracarai perto da casa da família que nos acolheu.
Um dia o papai falou para a minha mãe que ele iria pegar o trecho é que ali ele não ficaria mais porque não tinha emprego para ele.
Então ele resolveu voltar para Santarém atrás de emprego.
Ele falou que em três meses ele voltaria para pegar a minha mãe e seus filhos.
O que não aconteceu...
O único recurso que meu pai tinha para ficar todo esse período em Santarém era uma espingarda, lanterna, e alguns cartucho que ele trouxe da selva.
Há ele tinha também duas abençoadas galinhas caipira. @ Point do Açaí


Por:Nazareno Alves  @ Point do Açaí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial