Artistas paraenses realizam o show em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quinta-feira, 14 de março de 2019

Artistas paraenses realizam o show em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres

Teatro do SESI
Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08 de março, os artistas
Eudes Fraga, Joelma Klaudia, Pedrinho Callado, Renata Del Pinho, Simone Almeida e Olivar
Barreto organizaram o show "Fonte", com um repertório alusivo as causas, luta e vitórias,
entendimento e olhar feminino. O espetáculo acontecerá na próxima sexta-feira (15), às 20h,
no Teatro do Sesi.

Música, poesia e projeções de vídeo map se entrelaçam durante o espetáculo que possui
quinze músicas, distribuídas em hora e trinta minutos de duração. Além de cantarem juntos,
cada interprete executará duas obras.

De acordo com o músico, compositor e produtor cultural Pedrinho Callado, o show é
denominado “Fonte”, pela simbologia do nome, já que o conceito da palavra remete ao
princípio, a origem, ao fundamento ou a causa de algo. Pode representar também um
manancial que brota da terra e abastece de água os cidadãos. Os músicos buscavam um nome
que representasse a grandeza do universo feminino, pois entendem a mulher como fonte
inspiradora da vida, o equilíbrio, a luta e ao mesmo tempo a delicadeza.

O objetivo do show é tornar visível o protagonismo da mulher em nossa sociedade. "Neste
momento delicado que vivemos é fundamental marcar uma posição e nós estamos lado a lado
na luta por mais direitos às mulheres e contra a crescente violência em diversos campos que
elas veem sofrendo", afirmou Pedrinho Callado.
O espetáculo é uma realização do SESI – Pará e tem o apoio da Rádio Cultura FM, da G2
Produções e Bolo de Chuva.

Artista:
Eudes Fraga - Desponta como uma das grandes revelações da nova geração de compositores e
intérpretes. Em 1986 já participava do Projeto Pixinguinha pelas cidades do nordeste ao lado
de Zezé Mota e Rosa Passos. No mesmo ano, apresentou-se no Projeto Pixingão (Sala
Funarte/Rio), ao lado de Marcos Valle. Cearense de nascimento, Eudes Fraga tem divulgado eu
trabalho por todo o país, mas, em Belém seu trabalho é fortemente conhecido, devido às
parcerias com artistas do Norte, razão pela qual, todos pensam que é paraense.
São mais de 180 prêmios, incluindo cerca de 60 primeiros lugares e mais de 40, como melhor
intérprete. O compositor é parceiro, entre outros, de Paulo César Pinheiro, Paulo César Feital,
Fausto Nilo, Paulinho Tapajós, Dudu Falcão, Joãozinho Gomes, Arlindo Araújo, Airtinho
Montezuma, Rafael Altério, Kleber Albuquerque, Claudio Nucci, Armando Nogueira, Thiago de
Mello, Marcos Quinan e sua música já foi gravada por artistas como Jane Duboc, Nilson
Chaves, Flávio Venturini, Selma Reis, Eliana Printes, Sergio Santos e Quinteto Agreste, para
citar alguns. Seu primeiro CD é de 1995, "Por todos os Cantos", pelo selo Vinnil e distribuído
pela Outros Brasis. Gravado no Rio de Janeiro teve a participação especial de Geraldo Azevedo,
Dominguinhos, Jacques Morelembaum, Cláudio Nucci e Manassés. O segundo de 2002, "Tudo
Que Me Nordestes", com as participações especiais de Nilson Chaves e Mário Mesquita.
Lançado no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza com a instrumentista
Luciana Rabelo e o parceiro Paulo César Pinheiro, além dos oito músicos que o
acompanharam. O terceiro, “Do Espinho Da Flor Do Mandacaru”, lançado em 2005, no Teatro
Rival Petrobrás pelo Selo Rádio MEC, é todo autoral. Sete parcerias com Paulo César Pinheiro e
outras com Marcos Quinan, Paulo Fraga, Joãozinho Gomes, Iranildo Pereira, Jean Garfunkel e
Rafael Altério. Como convidados, Dominguinhos, Geraldo Azevedo e Quinteto Agreste.

Já em fase final, se prepara para gravar “Cantando e Aprendendo na Escola”, um feixe de
canções infantis para crianças até 10 anos em parceria com Joãozinho Gomes. Um material
didático e lúdico que leva o educador e a criança a expandir os valores que os cercam na escola
e na família.

Previsto, para lançamento em dezembro de 2019, o CD “Santa Paisagem” a obra mais
Amazônica desse cantor, compositor e músico cearense, paraense, brasileiro que tem a música
dentro de si.

Joelma Klaudia - Nasceu em Altamira-Pa e começou sua cantoria com as lavadeiras de rio, no
Xingu. Seu pai, garimpeiro, liderava uma banda gospel, e em meio aos ensaios em sua casa,
adentrou no universo musical de forma muito natural. Para as aulas de canto foi uma questão
de tempo.

Com cd, dvd e clipes gravados, a cantora está finalizando o seu 2° álbum intitulado “Amazônia
Lounge” onde apresenta releituras eletroacústicas de compositores paraenses, com previsão
de lançamento para maio/2015. Fez vários clips o show nos últimos tempos.

Simone Almeida - Nascida em Igarapé-Miri, interior do Pará, Simone Almeida já é destaque no
cenário musical da Amazônia. Com quase vinte anos de carreira, sua identidade regional e
compromisso com sua cultura têm aberto caminhos que possibilitam cada vez mais que a
produção cultural da Amazônia se torne conhecida e valorizada além de nossas fronteiras.

Foi escolhida Melhor Intérprete do Festival Internacional de Música Brasileira na Bienal
Internacional de Música de Belém, anos 2000 e 2002. Participou de vários projetos
importantes dentro e fora do Pará, com destaque para o “Projeto Cantorias Amazônicas” no
Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro e turnê com o Projeto “Tambores da
Amazônia”, ao lado de Nilson Chaves e Marco André.

Em 2003, lançou seu primeiro CD. Intitulado “RECADO”, o disco alcançou grande sucesso de
crítica e venda, emplacando hits nas rádios de Belém, como a música “Meu grande amor” do
compositor cearense Eudes Fraga. Abriu o Circuito Cultural Banco do Brasil (2003), em Belém,
ao lado do cantor e compositor Luiz Melodia.

Em 2004 o CD RECADO foi indicado ao prêmio TIM da Música e concorreu com mais 30 CDs de
música brasileira à indicação ao GRAMMY LATINO. Foi premiada como a melhor cantora
paraense de MPB e melhor CD de MPB, no I PREMIO CULTURA DE MUSICA, em 2004.
Foi uma dos 50 artistas contemplados pelo Programa Rumos, do Instituto ltaú Cultural e
Concorreu ao 8° Prêmio VISA de Música Brasileira - edição vocal - 2005, sendo a única
representante do Norte do país.

Em 2007 lançou seu segundo CD intitulado “Quando Teu Amor Chegou em Mim”.
Em 2013 gravou o CD de música cristã, intitulado O AMOR MAIOR.
Renata Del Pinho - Cogitada pela crítica como um dos maiores nomes da nova geração de
artistas e dona de uma das mais belas e expressivas vozes da música paraense atualmente, a
cantora e compositora Renata Del Pinho nasceu em Belém do Pará, numa família musical e
antes de se entregar à música popular, passou pelo Canto Lírico, no Conservatório Carlos
Gomes.

Há alguns anos vem colecionando shows e prêmios em festivais, (como o Festival de Carimbó
de Marapanim, Festival de Música Popular Paraense e Festival de Ourém) e tem se destacado
crescentemente no cenário musical em Belém. Extremamente plural, a cantora tem influências
de várias vertentes musicais, como MPB, Carimbó, Jazz, Soul, Blues, Rock, Samba entre outras.
Dentro da produção cultural, idealizou e a realizou vários projetos, entre eles o Woodstok Old
and New Festival (abril 2016), Laurentino 90 anos (janeiro 2016), além de projetos como o
Tracajazz (2014) e o Som de Cafuzo (2016/2017). Além destes, somam-se as novas produções
de eventos pela Siga Canto, como o show “Aquela da Novela”, no Margarida Schivasappa e o
Espalha Glitter, no Lamusique. A cantora também assinou a direção vocal do Espetáculo
“Narizinho”, da Cia Atlhetica, no Theatro da Paz, em novembro de 2017. Atualmente, dirige a
escola Siga Canto – Centro de Formação de Cantores, onde atua também como professora de
canto popular. Seu trabalho mais recente é o show “Renata Del Pinho canta Nina Simone”, em
que pretende circular pelos espaços culturais em Belém.

Pedrinho Callado - Nasceu em Belém, é compositor, músico, produtor musical e ativista
cultural, Foi premiado nos festivais mais importantes do Brasil. Produziu o CD/DVD TOQUE DE

MESTRE em 2009 onde fez a pesquisa e produção. Em 2009 lançou o CD HUM-HUM! Em 2012
produziu o documentário GAMBÁ (Música e Territorialidade) 2017 gravou e lançou seu novo
CD “Música na Rede é Peixe”. 2018 foi premiado como Príncipe CONSORTE no Baile dos
Artistas do Pará e lançou o álbum “LELELÊ DO CARIMBÓ” Recentemente, divulgou em vários
programas em rede nacional, como: Do Ratinho - SBT A Hora do Rango -Rádio Brasil Atual obra
Colibri Vatto. BEM BRASIL este da Rede TERRA VIVA/BAND. Gravou o programa LUCIMARA
PARISI na REDE BRASIL. E finalizando fez ao vivo conceituado programa da REDE VIDA, o
TRIBUNA INDEPENDENTE, de variedades apresentado por Fábio Parpinelli, sendo Pedrinho o
convidado do musical. Cantor Lula Barbosa gravou sua musica no programa SR. BRASIL da Rede
Cultura de S.Paulo/SP.

Olivar Barreto - O intérprete paraense Olivar Barreto é um apaixonado pela música brasileira
desde a infância. Tem dois cd’s gravados: “Olivar Barreto” (2002) no qual apresenta um
caledoscópio de 11 belas canções de vários compositores da música brasileira produzida no
Estado do Pará . O segundo cd do artista “Esse ruy é minha rua”(2011) é um tributo à obra do
genial Ruy Barata. São 13 canções do brilhante poeta em parceria com grandes compositores
paraenses.
O artista tem várias premiações de primeiro lugar e melhor intérprete em Festivais de música
no Brasil.
Olivar está finalizando o seu terceiro cd com canções inéditas.

Serviço:
O Show Fonte acontece nesta sexta-feira (15), às 20h, no Teatro do SESI (Av. Almirante
Barroso, 2540, Marco - entrada pela Av. Dr. Freitas. Os ingressos custam R$20,00 e R$10,00
(meia). Mais informações: (91) 4009-4965, www.sesipa.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial