Oportunidades e Geração de Negócios no Hangar - JORNAL PASSAPORTE

ULTIMAS

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Oportunidades e Geração de Negócios no Hangar


Feira do Empreendedor reúne oportunidades e geração de negócios no Hangar
Micro e pequenas empresas constituem 96% dos empreendimentos no estado do Pará e respondem por 51% dos empregos no Estado. A importância econômica deste setor é o grande motor da 9ª Feira do Empreendedor, que teve sua abertura no início da noite desta quarta-feira, 16, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. O evento é uma grande vitrine de projetos e resultados do Sebrae em todo o Brasil, em um circuito que ocorre todos os anos e é o maior evento de empreendedorismo do Norte do País.
A abertura contou com a presença do presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Fábio Lúcio Costa, que representou o governador Simão Jatene; do ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte; do presidente Nacional do Sebrae, Afif Domingos; do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, e do diretor-superintendente do Sebrae, Fabrizio Guaglianone e outras autoridades.

Na ocasião foi assinado um termo de compromisso para a instalação de uma nova empresa em solo paraense, a Agropecuária Aranha, do setor de piscicultura, que vai instalar em breve seu primeiro empreendimento no município de Cachoeira do Arari, na Ilha do Marajó.

Com previsão de início das operações no próximo ano, a expectativa, além da movimentação do mercado local, é de aumento da oferta de produtos derivados da piscicultura comercial. A empresa já está pleiteando licenças ambientais junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), com o auxílio da Codec.

Para Fábio Lúcio, a desburocratização é um dos elementos que podem fortalecer mais este importante setor da economia. “Se o setor fosse mais livre geraria mais empregos, mais renda. Essa é a política social mais importante que deve ser levada em frente no Brasil e o Sebrae tem sido um importante parceiro no Estado do Pará”, destaca.

O presidente da Codec também comentou que o Governo do Estado, junto com o Sebrae, tem notado um crescimento da vontade da população em ter seu próprio negócio. “É através do desenvolvimento e do emprego que a gente pode melhorar a segurança, a educação e a saúde, trazendo mais dignidade à população”, ressaltou.
O ministro Edson Duarte assinou o termo de compromisso para o Projeto de Atuação Conjunta entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Sebrae Nacional. O termo prevê a realização de ações conjuntas para a promoção do desenvolvimento, regularização e fortalecimento de microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte, em especial quanto à simplificação, racionalização e uniformização de requisitos ambientais no processo de licenciamento empresarial.
Para o prefeito Zenaldo Coutinho, a assinatura do acordo com o Ministério do Meio Ambiente e o Sebrae é muito representativa, já que Belém possui uma grande biodiversidade, 39 ilhas, áreas florestais e atividade econômica preponderante a de serviços alavancada pelas micro e pequenas empresas. “Belém possui uma identidade natural com o meio ambiente e o pequeno negócio, que geram renda e desenvolvimento humano para a região”, comentou.
Afif Domingos destacou que a Feira do Empreendedor do Pará é a segunda maior depois de São Paulo, o estado mais rico do País. Para ele, a geração de emprego e renda é a verdadeira política social do Brasil e neste ponto as micro e pequenas empresas são as responsáveis pela maior geração de empregos no Brasil.

Ele comenta que as grandes empresas que têm acesso a financiamento e pesquisa estão indo em direção à automação da produção e empregando cada vez menos. “Quem está levando o País na costa é o micro e pequeno empresário”, ressaltou.
A abertura contou com a apresentação da Orquestra de Percussão Pro Paz. O diferencial da orquestra é a utilização de materiais recicláveis na criação dos instrumentos de percussão, oferecendo cultura e arte para os jovens que moram em áreas consideradas de risco, além de promover a sustentabilidade na criação de novos instrumentos musicais. Atualmente o grupo conta com 70 alunos, entre crianças e jovens de 13 a 17 anos.

O evento

Esta edição da Feira do Empreendedor continua até o dia 19, das 9h às 22h, em uma área de 8500 metros quadrados de exposições, mais 12 salas de aula e cinco auditórios. A expectativa para esta edição é de um público de mais de 30 mil pessoas e de mais de R$ 30 milhões em geração de negócios. As visitas aos estandes, no Pavilhão de Feiras, começam às 14h.

Para o diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Fabrizio Guaglianone, a Feira pretende fomentar a criação de um ambiente favorável para a geração de oportunidades de negócio e estimular o surgimento, a ampliação e a diversificação de empreendimentos sustentáveis, além de difundir o empreendedorismo. Ele ainda ressaltou que o relacionamento empresarial, oportunidade de negócios e capacitação são os três pilares da Feira.
A programação oferece oportunidades de negócios, com foco no mercado, casos de sucesso empresarial, ecommerce, tecnologias e modelos de negócios e mais de 300 eventos de capacitação, totalizando 32 mil vagas, tanto para quem já tem seu negócio como para futuros empreendedores.
As inscrições são gratuitas e para ter acesso à programação é preciso se inscrever no site www.feiradoempreendedorpa.com.br. A previsão é receber 1700 empresários de pequenos negócios com atuação em municípios, que virão a Belém em caravanas organizadas pelo Sebrae.

Texto:
Márcio Flexa
Foto:
Rodolfo Oliveira Ag.Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial