ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Theatro da Paz receberá investimentos de R$ 1 milhão

  O Theatro da Paz, um dos locais mais representativos e importantes da cultura paraense, passará por obras de manutenção e restauro nos próximos meses. A reforma ocorre em função de problemas na cobertura estrutural do prédio, que vem causando infiltrações e fissuras no forro de estuque, além de haver a presença de vegetação aérea na fachada. A casa completou, no último dia 15 de fevereiro, 141 anos de história.

O investimento do Governo do Estado nas obras será de R$ 1 milhão de reais, divididos em duas etapas. A primeira inicia nesta quarta-feira (13) e vai até o dia 30 deste mês, quando serão beneficiadas com melhorias a entrada e a fachada do prédio, locais de circulação de pessoas. Por conta disso, o teatro fica fechado para espetáculos e visitações até a conclusão dos trabalhos.

Na segunda fase, já com o local aberto, serão realizados serviços internos para tratar principalmente as infiltrações. Serão feitos o grampeio e a reforma da cobertura; troca da manta por um revestimento de alumínio; reforma da estrutura da calha, que está com fissuras; dos camarins; das cadeiras de palha que compõem a sala de espetáculo; e a pintura total do Theatro da Paz. A estimativa é que toda a obra seja concluída no fim do mês de julho.  

A Secretária de Estado de Cultura, Úrsula Vidal, afirma que esse será um trabalho constante e realizado dentro do tempo previsto, para liberar o espaço o mais rápido possível ao povo paraense.

“O teatro precisa de uma manutenção permanente. Estamos em uma região com muita chuva e umidade, esse cuidado tem que ser constante. A última grande reforma foi em 2002. É um prédio histórico, qualquer tipo de intervenção que se faça tem que ter cuidado com as linhas originais. Mas vamos dar celeridade, para que possamos entregar dentro do prazo previsto”, enfatizou.

Para quem é responsável por administrar o Theatro da Paz, buscar melhorias para um local tão rico em história se trata de uma oportunidade única. É o caso do diretor da casa, Daniel Araújo, que teve o Da Paz como palco da sua estreia como artista, quando viveu sua primeira experiência como cantor.

“É um teatro monumento, uma coisa suntuosa. Pisar nesse palco é uma honra. Fico feliz de poder trabalhar no reparo, porque é um patrimônio nosso, do povo, e nós que estamos passando pela administração pública e gerenciamento desse espaço estamos com o bastão nas mãos para poder manter viva essa história, para que dure mais 200 anos”, disse Daniel.

Quem tem o local como um patrimônio do estado, sabe a importância de manter o espaço sempre em boas condições. “Com certeza essa reforma será muito bem vista pela população. Um monumento desses é para manter preservado por muito tempo. Beneficia todo o povo paraense e sua história”, acredita o belenense Manoel Menezes, que costuma sempre passar em frente ao TP.  

A importância desse ponto turístico é reconhecida não só pelo povo paraense, como explicam os sul-mato-grossenses Henrique Barrios e Bianca Segati, que estão na capital paraense a passeio. O casal ficou triste de não conhecer o interior do prédio, mas feliz por saber que o espaço está sendo bem cuidado pela administração pública.

“Eu tenho muito interesse por lugares históricos da região Norte do país, em especial Belém, e o Theatro da Paz é muito famoso. Quem se interessa pela cultura da região sabe da importância do local. Só de ver aqui da porta os ladrilhos e o piso já fiquei encantada”, comentou a turista.

Ações Secult – O Theatro da Paz não será o único local que será reformado. Foi escolhido como primeiro por conta das demandas devido ao calendário de eventos quase sempre cheio durante todo o ano, mas ainda será contemplado o Museu do Estado do Pará (MEP), que teve danos recentes, e, posteriormente, o Museu de Arte Sacra, que apresenta infiltrações, mas por não ter risco de desabamento será beneficiado em uma segunda etapa.

Texto: 
Raphael Graim
Foto:Jornal Passaporte On Line

Nenhum comentário