ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brasil terá mais 98 novas frequências semanais de voos internacionais

Embratur comemora novos voos para o Brasil nos próximos 6 meses
Brasil terá mais 98 novas frequências semanais de voos internacionais
Segundo estudo da Embratur, entre outubro de 2018 e abril de 2019, serão 54 novas ofertas de voos, 44 novas frequências, mais o acumulado dos que já operam

A inclusão de novos voos internacionais abre para o Brasil a possibilidade de maior conectividade do exterior para os destinos turísticos brasileiros e, consequentemente, dá novo impulso ao turismo. A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) estima o aumento de 98 voos novos e frequências adicionais semanais para os próximos seis meses. Os dados são da Análise da Malha Aérea Internacional da Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística do Instituto, preparada mensalmente, a partir de informações fornecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Panrotas e companhias aéreas.

De acordo com o estudo do Instituto, os voos garantidos partirão de países como Israel, Itália, Holanda, Portugal, França, Reino Unido, Argentina, Bolívia, Equador, Chile, Paraguai e Estados Unidos. São 54 novas ofertas e 44 frequências adicionais. Ao todo, serão 144 frequências semanais, entre outubro de 2018 a abril de 2019, somados aos que já operam regularmente entre os destinos internacionais e o Brasil.  

Para a presidente da Embratur, Teté Bezerra, o aumento da conectividade para o Brasil também faz parte da agenda de tratativas do Instituto com representantes das empresas aéreas. “Os números mostram que a estratégia de promoção do Instituto Brasileiro de Turismo, com foco nos países considerados prioritários, pode ser um dos fatores determinantes para o crescimento do turismo brasileiro. A ampliação de voos internacionais é um dos principais pontos da agenda governamental da Embratur e de parceiros nacionais”, afirma.

O estudo registra, também, que durante o mês de outubro de 2018 houve um acréscimo de 2,30% na oferta mensal de voos em comparação ao mesmo período de 2017 (5.138 para 5.256 frequências mensais) e, ainda, um acréscimo nos assentos de 5,53%, passando de 1.154.696 para 1.218.526.

De acordo com Joaquim Neto, analista de Inteligência Competitiva da Embratur, “esse aumento é consequência das mudanças de equipamentos das empresas aéreas e um aumento expressivo pela procura dos turistas para o nosso país”. “A aviação é um elemento essencial para a atração de turistas ao Brasil. Os voos diretos facilitam e geram maior interesse do visitante internacional, que procura conforto e variedade nas ofertas”, disse o representante do Instituto.

No ano passado, eram 1.160 voos semanais partindo dos continentes e, neste ano, já são 1.187 no mês de outubro. A América Latina continua sendo a região que mais oferta viagens para o Brasil. Atualmente, são 659 frequências semanais diretas. Em seguida, Europa (245), América do Norte (208), África (42) e Ásia (33).
Fonte:Embrartur

Nenhum comentário