ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Nove verdades nuas sobre o Seguro dos automóveis de aluguel


Não importa quantas vezes se fala sobre o CDW (danos de colisões) dentro do seguro dos automóveis de aluguel, os consumidores continuam a compartilhar suas frustrações. Um exemplo de uma pessoa, recentemente, enviado à um agente:

“Eu tenho interesse em achar uma cobertura ‘de cabo a rabo’, que inclui até o momento da entrega das chaves quando eu viajo. Recentemente eu pensei que tinha uma cobertura completa através de um cartão de crédito, mas quando meu carro sofreu um arranhão, a locadora simplesmente rejeitou documentar o fato, e que eles perderam renda por terem o carro de aluguel na funilaria (o que levou 3 semanas para arrumar esse arranhão). E para mim ficou toda a responsabilidade por esse custo”.


Seguro de Automóvel de Aluguel: 9 Duras Verdades

Esta experiência é incomum, porém não é única. As locadores querem que você adquira o seu seguro contra colisões, ou o CDW, e vão a extremos para que você pague até mesmo os menores danos, se você não comprar essa opção. Aqui estão as informações que você precisa saber.
A Única Maneira de “Entregar as Chaves e Esquecer de Tudo”.

Quando você adquire um CDW, a locadora concorda em não cobrar nada de danos no carro de aluguel – com algumas exceções, como por exemplo, danos aos pneus. Por outro lado, não importa o quanto danificado, batido, seu carro estiver, você não será responsabilizado: simplesmente entregue o carro e vá embora. Nenhuma outra opção, mesmo o seu seguro, seu cartão de crédito, ou apólices de terceiros – é tão completa ou conveniente. Se você quiser ter paz e flexibilidade total, pague pelo CDW.


O Seguro CDW é Ridiculamente Caro

No mundo, um CDW começa por volta de 30 dólares por dia, e pode ser muito mais alto. Geralmente ele custa mais que a tarifa diária do aluguel. O custo verdadeiro para as locadoras – o valor está alocado para nas planilhas, baseado na experiência de risco – geralmente está por volta de 3 a 4 dólares por dia; a diferença (por volta de 90% do valor) é puro lucro. Daí a razão dos agentes forçarem você a comprar o seguro: realmente, é mais lucrativo que o aluguel do carro per se.   

Você Pagará Antecipadamente  Por Todos os Danos Você pode cobrir sua maior responsabilidade ao usar sua própria apólice de seguro, um cartão de crédito com seguro ou uma apólice de terceiros. Mas, em todos esses casos, você terá que pagar um reclamação de danos antecipadamente, então tentar ser reembolsado o máximo que puder (todo o valor, você espera!) ao usar a sua apólice mais tarde. Isso significa que você terá um gasto no seu cartão de crédito de centenas, se não milhares, de dólares quando você devolver o carro, e sem saber se você será reembolsado.

É por isso que as locadoras não aceitam alugar automóveis usando um cartão de débito, ou cartão de credito com limite reduzido. Se você pode pagar sua taxa de aluguel inicial com um cartão de débito, ainda assim você deverá apresentar um cartão de crédito para cobrir uma possível reclamação de danos, que será feita antes que você saia da locadora quando for devolver oi carro.

“Dano” Significa Mais do que Consertar um Arranhão

Se você não adquirir o CDW, as locadoras podem cobrar além do valor de arrumar o arranhão. Eles também cobram por:

“Perda por uso”, que significa uma perda potencial (estimada) de renda pelo automóvel se encontrar em conserto, mesmo que a locadora tenha muitos outros carros disponíveis. E, normalmente, eles calculam essa perda diária na tarifa inteira, sem descontos.
Taxas de guincho, no caso de você não poder retornar o carro até a locadora.
“Perda de valor”, ou potencial perda no valor de revenda do carro (em função do dano que você causou) quando a locadora for fazê-lo, o que geralmente ocorre dentro de um período de 2 anos.
Taxas administrativas associadas ao processo de reclamação.
 informações que você precisa

A maioria dos seguros de locadoras irão cobrir esses custos extras. Mas, em alguns caos, a cobertura depende da cooperação da locadora – e pode não ocorrer, conforme demonstrado pelo exemplo dado inicialmente.  

Alternativa 1: Pagar com o Seu Próprio Seguro

Em muitos casos, se o seu seguro de automóvel cobre danos de batidas no seu carro, ele também cobre danos em aluguéis de curta duração. Mas esta cobertura fica limitada dentro do país e não cobre aluguel de autor em outros países. Assim, se você quer usar o seu seguro, confira a cobertura antes de usá-lo. Se ele cobrir carros alugados, você poderá submeter uma reclamação. Ainda assim, tipicamente, você deverá pagar pela franquia e o uso do seguro poderá ter um efeito nos custos dos anos seguintes.

Alternativa 2: Usar os Benefícios do Cartão de Crédito.

Hoje em dia, a maioria dos cartões de crédito oferecem uma cobertura para batidas “gratuitamente”, desde que você use o cartão para que você faça o seguro do automóvel. Uma declaração de um cartão de crédito para o seguro, geralmente é a seguinte:
“Dano físico e/ou roubo do veículo coberto. Cobranças por não uso do automóvel estimado pela locadora, enquanto o veículo estiver sendo reparado e sua impossibilidade de uso, conforme substanciado pelo registro de uso da frota pela empresa. Cobranças razoáveis pelo guincho e por uma perda de tempo cobertos, para levar o veículo ao mecânico/funilaria qualificados mais próximos”.

Repare que está cobertura típica dos benefícios um cartão VISA não cobre os custos administrativos nem tampouco a perda de valor. Alguns cartões premium oferecem a cobertura de colisão primária, que significa que o cartão aceita responsabilidade total pelo pagamento. Porém, a maioria dos cartões têm uma cobertura secundaria, que significa que o cartão somente atende o que você não puder pagar através do seu seguro. E você ainda terá que pagar a locadora adiantado e, só então, solicitar o reembolso do seu cartão. 

Outra pegadinha dentro das “letrinhas” acima: Este cartão (e muitos outros) paga pelo não uso do automóvel se verificado pelo registro de aluguel da locadora. Algumas locadoras não cooperam com os cartões de créditos em fornecer esses registros num tempo apropriado.

Alternativa 3: Seguro de Terceiros

Se você alugar um carro através das grandes agências de viagem on-line (ou OTA = On-line Travel Agency) como por exemplo, Expedia, a agência normalmente oferece uma cobertura por volta de US$ 10 por dia. Essa cobertura é feita por terceiros – companhias de seguros – como a Allianz. O custo é bem menor do CDW oferecido pela locadora, MAS, assim como na cobertura feita pelo cartão de crédito, se você bater o carro, você deverá pagar adiantado e reclamar com o seguro depois. 

Tipicamente, a cobertura de terceiros de uma batida inclui as mesmas contingências feitas no cartão de crédito mas, por ser parte da reserva, você não precisará realizar nenhuma outra reclamação. Você também poderá adquirir uma cobertura para colisões de forma independente.  

Proteção de Responsabilidade Geral

Você nunca deverá sentar-se ao volante de um carro sem a sua Proteção de Responsabilidade. Mas você não a adquire da locadora: geralmente essa proteção está incluída no seguro da casa, seja como proprietário ou como no seguro como inquilino (ao menos nos EUA), e esse seguro cobre muito mais do que um veículo de aluguel. E, se você tem “um valor” de uns R$ 500 mil, ou mais, você também precisará de uma apólice de responsabilidade adicional, que cubra um valor equivalente a um milhão de dólares, ou mais.

As locadoras, na maioria dos países, precisam incluir esse tipo de seguro, por lei. Nos Estados Unidos, por exemplo, a cobertura requerida é muito pequena (geralmente só o mínimo exigido por cada estado) – e é muito melhor na Europa. Se você não possui um seguro de responsabilidade considerável, você deveria considerar o seguro  que a locadora lhe oferece. Porém, a melhor opção é você se assegurar que esteja coberto integralmente por seu próprio seguro, assim você não precisa se preocupar com os valores altos oferecidos pelas locadoras.

O Princípio da Incerteza

A conclusão de tudo isto: nenhuma alternativa de cobertura contra batidas – seu seja o seu seguro, seu cartão de crédito ou seguro de terceiros – o isola completamente do seu risco. Muitos viajantes viajantes dependem, com sucesso, de outras alternativas de CDW sem encontrar problemas de algum tipo, é certo. Ocasionalmente porém, o seu seguro, cartão de crédito ou apólices de terceiros pode não cobrir uma cobrança incomum que uma locadora venha impor.

Se você não está disposto a correr nenhum risco, você poderá adquirir aquele seguro contra colisões (CDW) de preço abusivo. Para a maioria dos viajantes e dependendo das circunstâncias, o cartão de crédito ou uma cobertura de terceiros será o suficiente e, uma cobertura primária é, sempre, bem melhor que uma cobertura secundaria.
Imagem:Gazeta do Interior

Andre Beraha: profissional de do Turismo e atuante há mais de 40 anos, tendo passado a metade desse tempo morando no exterior (EUA, México e República Dominicana). Fluente em 5 idiomas, visitou e atuou em mais de 45 países. Atua como Gestor, Negociador e Promotor estando associado a diversas entidades internacionais, principalmente na área do Turismo de Luxo e de Experiências.   











Nenhum comentário