Últimas Notícias

Camila Alves lança primeiros EP autoral no Teatro Waldemar Henrique

Camila Alves lança primeiros EP autoral no Teatro Waldemar Henrique
Artista com mais de 10 anos de carreira no choro apresenta "Girar" ao público nesta quarta, 12.
Com composições repletas de lirismo, a compositora e instrumentista paraense Camila Alves lança seu primeiro trabalho autoral, o EP “Girar”, na quarta-feira (12), às 20h, em show no Teatro Waldemar Henrique, em Belém. A entrada é gratuita.

Além de compor, a artista possui uma carreira sólida como instrumentista e este trabalho marca a volta de Camila como cantora. Formada em violão clássico pela Fundação Carlos Gomes, ela já integrou diversos grupos com seu violão de 7 cordas, entre eles o sexteto feminino “O Charme do Choro”, e atualmente integra o “Quinteto Caxangá”, que fará participação no show de lançamento.

O EP, que tem direção musical de Quiure, foi contemplado no edital Seiva de Produção e Difusão Cultural da Fundação Cultural do Pará (FCP), e tem cinco faixas: “Decreto” (samba em parceria com Marcelo Sirotheau), “Manta do Tempo” (bolero em parceria com Enrico Di Miceli), “É mais um dia de luz” (samba em parceria com Quiure), “Pro tempo parar” (guaranha, parceria com Quiure) e “Girar” (baião, parceria com Quiure). A preferência pelos ritmos brasileiros veio da família, que costuma ouvir muitos artistas nacionais.

“Minha família sempre gostou de música brasileira e desde cedo escuto e fui me interessando. Essa preferência acabou se sobressaindo em relação à música internacional. São artistas que me emocionam de verdade. Fui estudar violão clássico e meu professor, Cizinho, tinha um grupo de choro e isso me encantava muito. Depois da aula assistia aos ensaios e tempos depois comecei a tocar choro também. As minhas composições seguem essa linha de música brasileira, das nossas raízes”, diz Camila.

Camila Alves é violonista, formada no curso técnico em violão clássico pelo Conservatório Carlos Gomes no ano de 2012, onde iniciou seus estudos musicais, aos 11 anos de idade. Ainda no Conservatório, Camila integrou seu primeiro grupo musical: a camerata de violões feminina ‘Compasso de mel’, sob a direção do professor Cizinho. Participou de diversos recitais na instituição, solos e em grupos, bem como no Encontro de Artes do Pará, promovido pela Escola de Música da Ufpa.

Em 2006, participou das oficinas do Projeto Choro do Pará, no então Instituto de Artes do Pará. Ao final do ano, participou da fundação do grupo O Charme do Choro, do qual fez parte até o ano passado, como violonista de sete cordas e produtora. Graduada em Direito no ano de 2010, Camila milita no campo dos direitos autorais. Trabalhou na gerência de linguagem sonora da Fundação Cultural do Pará no ano de 2009, auxiliando na produção dos projetos Sala de Cordas e show Corda Livre.

No ano de 2014 e 2015, a violonista participou do projeto “Mulheres de Ginga”. Neste, a musicista atuou como produtora, violonista e guitarrista. O grupo dedicava seu repertório à música brasileira e sua diversidade de estilos, homenageando o feminino na canção brasileira. Atualmente, a musicista é professora do conservatório Carlos Gomes, atuante no projeto Música e Cidadania, e está com um novo projeto musical, intitulado “Quinteto Caxangá”. O Quinteto se dedica a um repertório instrumental, de gêneros brasileiros, especialmente o choro, baião, xote, samba, entre outros.
Por G1 PA, Belém

Nenhum comentário