Últimas Notícias

Obras de artistas paraenses expostas no Mabe já foram vistas por 1.600 pessoas

Obras de artistas paraenses expostas no Mabe já foram vistas por 1.600 pessoas

Obras de dois artistas plásticos paraenses seguem expostas no Museu de Arte de Belém (Mabe). A visitação às exposições “Ligado ao mundo”, de Marinaldo Santos, e “40 anos de Arte”, de Lassance Maya, já atingiram a marca de 1.600 pessoas.

A mostra de Marinaldo, que apresenta criações relacionadas ao surgimento das novas tecnologias, foi aberta no dia 16 de maio na Sala Teodoro Braga e prossegue até o dia 29 de setembro.

Um acervo de 30 obras de técnica mista de pintura com colagem e desenhos que foram doadas pela Companhia de Tecnologia da Informação de Belém (Cinbesa) compõe a exposição de Marinaldo Santos. Na época da criação da companhia, houve uma encomenda para que o artista criasse obras inspiradas no computador e nas novas tecnologias.

Janice Lima, diretora do Mabe, destaca que esse é um universo que chama a atenção do público mais jovem “porque vai discutir desde o princípio do que é o computador, a área de computação, e as possibilidades dessa nova forma de lidar com esse mundo que a tecnologia veio possibilitar ao ser humano. Por isso, o nome dessa exposição é ‘Ligado ao mundo’”.

Objetos - Já “40 anos de Arte”, de Lassance Maya, foi aberta no dia 21 de junho e segue até 30 de novembro. A mostra, instalada na Sala Antonieta Santos Feio, faz uma retrospectiva dos 40 anos das produções do artista mostrando obras versáteis que foram criadas com diversos materiais, como cerâmica, metal, vidro, madeira, papel, porcelana, acrílico e usando técnicas com bico de pena, tinta óleo, esculturas e outras.

“Ele é um artista eclético, criador e experimentador, que utiliza várias técnicas e linguagens. Teve um período que ele foi muito chamado para fazer troféus e placas comemorativas”, rebela Janice Lima.

Serviço:

Exposições “Ligado ao mundo”, de Marinaldo Santos, segue até 29 de setembro na Sala Teodoro Braga; e “40 anos de Arte”, de Lassance Maya, fica até 30 de novembro na Sala Antonieta Santos Feio. O Mabe fica no térreo do Palácio Antonio Lemos (Praça Dom Pedro II - Cidade Velha). O horário de visitação vai das 10h às 17h, de terça a sexta-feira. A entrada é franca.

Por Jamylle Araújo
Fonte:Agência Belém

Nenhum comentário