ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Guarda Municipal inicia trabalhos na escolta da Imagem Peregrina de Nossa Senhora

Guarda Municipal inicia trabalhos na escolta da Imagem Peregrina de Nossa Senhora
Proteger a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, que tem honras de chefe de Estado, é um trabalho que exige dedicação nos meses que antecedem o Círio. A Guarda Municipal de Belém (GBM), por meio do motopatrulhamento do programa SOS Mulher, atua na escolta da Imagem, cuja peregrinação, neste ano, começou na última segunda-feira, 20.

Ao todo, 12 homens fazem parte do grupamento, atuando em esquema de revezamento durante cada visita. De acordo com a Guarda Municipal de Belém, que nos anos anteriores fazia o trabalho pelo patrulhamento do Grupamento de Ronda da Capital (Rondac), o trabalho é referência em escolta de autoridades e passa por constantes treinamentos.

O treinamento dos guardas municipais é regular e realizado em etapas. O mais básico é conduzir a motocicleta, passando pela parte prática, como se comportar na rua, abordagem, escolta e relações pessoais. O treinamento é continuado e, frequentemente, os agentes passam por cursos de reciclagem e renovações.

Além de proteger, a escolta trabalha na organização do trânsito, fechando as ruas por onde a Imagem Peregrina passará. A tarefa não é tão simples como parece. É o que diz o guarda municipal Francisco Pereira, que nesta terça, 21, teve a missão de fazer parte do grupo de escolta na vista à Secretaria Municipal de Educação (Semec), na avenida José Malcher, bairro de Nazaré. “Alguns motoristas xingam, mas quando diz que é a Santinha que está passando eles respeitam mais”, conta. “É a minha primeira vez na escolta e o serviço é bem gratificante, eu estou gostando muito. A gente vê a emoção das pessoas na rua quando ela está passando”, completa.

Este é o segundo ano que o programa SOS Mulher faz a escolta da Imagem. São três meses dedicados à padroeira da Amazônia, quando são realizadas mais de 300 visitas.

Devoto de Nossa Senhora de Nazaré, o comandante da GMB, Almir Ferreira, destaca a importância do trabalho. “Dentro do grupamento que faz a escolta da Imagem tem homens de todas as religiões e todos fazem questão de participar desta missão. Esse ano, mais uma vez, estamos engajados na segurança do Círio”.

No quinto ano trabalhando na escolta da Imagem, Claudemir Martins é evangélico, mas deixa as crenças pessoais de lado para atuar da melhor maneira no trabalho. “É comum ver, nessa época, pessoas querendo trocar a escala para trabalhar na escolta”, comenta. “Adoro fazer esse trabalho e observar como Deus está presente na vida dessas pessoas independente da religião. Me dedico e faço com amor ao meu próximo”, ressalta Claudemir.

Por Vanessa Pinheiro
Fonte:Agência Belém

Nenhum comentário