Últimas Notícias

Evento debate formalização do Turismo no Brasil

Representantes do MTur falam sobre regularização do setor. Crédito: Juliana Oliveira/Divulgação MTur
Evento debate formalização do Turismo no Brasil
Representantes do MTur e dos Estados discutem ação conjunta para a regularização e fiscalização de operadores do setor
Começou nesta terça-feira (31), em Brasília, o 10º Encontro de Coordenadores do Cadastur, o cadastro oficial de prestadores de serviços turísticos do Ministério do Turismo. Reunidos até o próximo dia 02 na sede da Embratur, representantes da Pasta e de secretarias estaduais de Turismo de todo o país debatem o alinhamento de ações voltadas à formalização e fiscalização dos empreendimentos do setor.

Entre setembro de 2017 e maio deste ano, 1.300 meios de hospedagem de 24 capitais foram alvos da Operação Verão Legal do MTur, que identificou e notificou 940 irregulares. O diretor do Departamento de Formalização e Qualificação da Pasta, Gentil Venâncio Filho, citou benefícios do movimento de regularização. “Unindo esforços, vamos disponibilizar toda uma estrutura de turismo legalizada, desde hospedagem a outros serviços”, observou.

O Cadastur possui atualmente cerca de 72.400 registros em todo o território nacional. Além dos meios de hospedagem, a Lei Geral do Turismo obriga a realização do cadastro no sistema para mais seis ramos do segmento: acampamentos turísticos, agências de turismo, empresas organizadoras de eventos turísticos, guias de turismo, parques temáticos e transportadoras turísticas.

Juliana Maia, representante da Secretaria de Turismo da Bahia e coordenadora regional do Cadastur no estado, enfatizou que a regularização favorece todos os envolvidos com a atividade turística. “Isso é bom para o empresário da área e para o turista. A formalização é importante para gerar mais empregos, fazer com que turistas visitem os estados e que isso possa alavancar a economia de cada um deles”, apontou.

Na reunião, técnicos do MTur expuseram outras iniciativas que contemplam a qualificação de serviços. Uma delas foi o Prodetur + Turismo, linha de crédito do BNDES que disponibiliza R$ 5 bilhões a estados, municípios e empresários. A coordenadora de Cadastramento e Fiscalização do ministério, Tamara Galvão, defendeu empenho pela integração de ações. “É muito importante porque você propaga a política nacional de turismo e potencializa resultados para o País”, sublinhou.

MODERNIZAÇÃO - Desde março deste ano, uma nova versão do Cadastur (3.0) permite que a inscrição de prestadores de serviço seja feita de forma totalmente online. O sistema é interligado ao banco de dados da Receita Federal, e o certificado de formalização conta com tecnologia QR Code, reunindo todas as informações dos cadastrados. Além disso, veículos que realizam transporte turístico receberão selos dotados da mesma funcionalidade.
  
Por André Martins

Nenhum comentário