Últimas Notícias

Bento Gonçalves (RS) alia cultura do vinho a esportes

Cidade gaúcha de Bento Gonçalves aproveita suas paisagens para desenvolver circuitos esportivos. Foto: Renato Soares/Banco de Imagens MTur
Bento Gonçalves (RS) alia cultura do vinho a esportes
Eventos percorrem vinícolas e passam por atrativos turísticos locais, unindo esporte, gastronomia e entretenimento no principal destino de enoturismo da Serra Gaúcha
Em meio ao clássico cenário natural do Vale do Rio das Antas, em Bento Gonçalves (RS), turistas participam no próximo domingo (2) do desafio de percorrer, correndo ou pedalando, trilhas e caminhos entre os vinhedos da região. A experiência, que tem o vinho como principal atrativo, também conta com pratos da gastronomia típica local e atividades culturais. A união de esporte, gastronomia e entretenimento tem o apoio da prefeitura, das vinícolas e do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). É o tipo de evento que faz de Bento Gonçalves um dos destinos mais visitados da Serra Gaúcha.

Segundo o coordenador-geral de Produtos Turísticos do Ministério do Turismo, Cristiano Borges, o enoturismo representa um dos nichos de mercado que mais crescem no mundo. No Brasil, o segmento também ganha força. “Com mais de 1.100 vinícolas do Rio Grande do Sul a Pernambuco, o enoturismo tem se tornado um estímulo para alavancar o setor vitivinícola e gerar oportunidades de negócios nessa área”, afirma Borges. De acordo com estudos do Ibravin, somente cerca de 25% das vinícolas exploram atividades turísticas regularmente.

Já há diversos eventos com este perfil no calendário da cidade. Bento Gonçalves também realiza, no dia 10 de novembro, a Sparkling Night Run. A corrida é um misto de entretenimento com esporte, unindo atividade física, diversão e belos cenários em percursos aproximados de 5 km e 10 km. A prova é realizada dentro da cidade, passado por pontos turísticos, reunindo gente apaixonada pelo esporte e apreciadores de espumantes. O percurso tem largada e chegada na Via Del Vino, prédio centenário em estilo neoclássico.

Além de ser percorrida à noite, passando por pontos turísticos iluminados como a Igreja Santo Antônio e o Museu Municipal, a prova é um convite ao desfrute do que a Serra Gaúcha produz de melhor, como espumantes e massas. Depois do esforço, os participantes são brindados com uma taça de espumante e repõem as energias degustando um prato de massa em uma grande confraternização que comemora o Dia Mundial do Macarrão.

Os eventos reúnem públicos que vão de atletas profissionais aos amadores e, naturalmente, turistas em busca de bem-estar, saúde, divertimento e experiências diferentes de vivência no Vale dos Vinhedos. A interação tem como palco os vales, parreirais, vinícolas, paisagens rurais e o agradável aroma das uvas. A gaúcha Giovana Kaupe (32), radicada em São Paulo, todo ano reúne entre 15 e 25 atletas para a meia-maratona Winerun, no final de maio, em Bento Gonçalves e municípios vizinhos. “Chegamos antes da competição para apresentarmos os atrativos turísticos com uma pegada leve. Depois da prova, permanecemos na região visitando as vinícolas com degustações de vinhos e harmonizações com o melhor da gastronomia local”, resume.

A educadora física Giovana Kaupe mora em Jundiaí (SP) e leva grupos de alunos para correr anualmente em Bento Gonçalves. Créditos: Arquivo Pessoal e Portal WineRun/Divulgação MTur
VINHO TAMBÉM É MARATONA - Muito além de uma competição esportiva, a Maratona do Vinho é um evento que coroa a vindima, festa da colheita da uva entre janeiro e março. Realizada em fevereiro, no meio das comemorações da vindima, a maratona é um espetáculo onde o mundo do vinho, turismo, cultura, gastronomia e esporte se aliam numa grande festa. Aos maratonistas juntam-se os “garrafonistas”, atletas locais que, ao longo do ano, gastam as energias nas vinícolas, desde o preparo do solo à colheita das uvas, passando pela elaboração dos vinhos, sucos, pães, queijos e salames, entre outros produtos coloniais.

Com hotéis lotados, restaurantes e vinícolas em ferveção, Bento Gonçalves ainda alimenta a indústria do turismo nos locais de origem dos competidores. Somente uma agência de turismo de Porto Alegre, especializada em turismo esportivo, responde pela presença de 10% dos atletas que viajam até Bento Gonçalves. “Recebemos atletas de todo o Brasil e, além da corrida, fechamos pacotes com atividades de enoturismo para a nossa clientela brindar o esporte com vinho, saúde e amizade”, disse o sócio da agência, Everton Larrondo.
Após a corrida, atletas comemoram com vinho. Foto: Site WineRun.com.br/Divulgação MTur

Edição: Vanessa Sampaio
  Por Geraldo Gurgel
Fonte:Mtur

Nenhum comentário